PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Chico Barney


Diferente de Gusttavo Lima, música não é detalhe na live de Alexandre Pires

A impressionante live de Alexandre Pires  - Reprodução/YouTube
A impressionante live de Alexandre Pires Imagem: Reprodução/YouTube
Chico Barney

Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002.

Colunista do UOL

18/04/2020 20h24

Alexandre Pires está com 44 anos. Segundo consta, montou o Só Pra Contrariar na tenra idade, ainda com apenas 13. O primeiro disco viria pouco tempo depois, quando tinha 17. Partiu rumo à carreira solo quando fez 25.

São mais de 3 décadas dedicadas à música. No decorrer do período, fez importantes contribuições ao léxico emocional do povo brasileiro. "Essa tal liberdade", "Que se chama amor", "Domingo", "Interfone", "A barata". A lista é longa.

Como qualquer artista dessa estatura no limiar do bug do milênio, Pires também se tornou alvo de profundo interesse do jornalismo de celebridades. Seus namoros e outras intrigas da vida pessoal fizeram parte do cotidiano de quem já era alfabetizado nos anos 90.

Mas a live que empreendeu neste sábado, dia 18 de abril de 2020, foi exemplar para deixar claro o que interessa quando o assunto é Alexandre Pires: a música.

Tudo girou em torno disso. Com problemas de garganta, não teve nem espaço para uma bicada na cerveja gelada.

Destilou sucessos da carreira, tanto na pedra fundamental do pagode noventista quanto na aventura solo, e também a miríade de influências que deram origem ao Baile do Nêgo Véio.

O projeto surgiu na intenção de garantir mais espaço para o cantor num mercado tomado pelo sertanejo. Um espetáculo que garantisse relevância para além dos fãs do SPC.

Eis que a transmissão ao vivo foi um desdobramento disso: teve Morango do Nordeste, Detalhes do Roberto Carlos, Seu Jorge, Buchecha e muito mais.

Sorte dos outros gêneros. E de quem topou ficar em casa neste final de semana. Alexandre Pires é um desses intérpretes maiores que a vida. A live baseada no espetáculo chegou a superar em alguns momentos a audiência do badalado Together at Home no YouTube.

Mesmo com a estrutura minimalista, o único foco foi a música. Não houve um vislumbre ao estilo reality show de sua intimidade, como na apresentação de outros cantores como Gusttavo Lima. Por mim, tudo bem: são diferentes formas de bom entretenimento.

Tanto a arte quanto a causa, angariando toneladas de alimentos, foram os epicentros desse abalo sísmico no coração de quem cresceu ouvindo o bardo de Uberlândia.

Voltamos a qualquer momento com novas informações.

Chico Barney