PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Chico Barney


Lembra de Making a Murderer da Netflix? Steven Avery está com Covid-19

Steven Avery em cena de "Making a Murderer" - Reprodução
Steven Avery em cena de "Making a Murderer" Imagem: Reprodução
Chico Barney

Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002.

Colunista do UOL

04/06/2020 22h58

A série documental Making a Murderer foi o primeiro grande sucesso da Netflix no gênero true crime, dedicado a investigar pontas soltas em casos reais de polícia.

É uma história completamente absurda, pelo tamanho do enrosco. Steven Avery está preso por conta do assassinato de uma fotógrafa, mas nunca houve um consenso a respeito de sua culpa ou inocência.

A investigação confusa por parte dos policiais e a personalidade bizarra de Avery transformaram o crime em um fenômeno pop a partir do lançamento do documentário em 2015. Veja mais informações aqui.

O sucesso alçou o cidadão de Wisconsin à fama, embora ele continue no xilindró. Profissionais envolvidos no caso, na maioria também muito pitorescos, temiam que ele pudesse ser infectado pelo coronavírus.

Pois dito e feito. Na noite de ontem, o advogado e, claro, escritor Jerome Buting, cuja principal obra é sobre o Avery, mandou avisar que seu ex-cliente havia sido diagnosticado com Covid-19, mas apresentou sintomas leves.

Kathleen Zellner, a advogada que assumiu a defesa na segunda temporada da série, aproveitou para fazer um gracejo: "O maior perigo para ele é se a justiça vai curar a doença que fez com que fosse condenado erroneamente."

Assim como o BBB, Making a Murderer se tornou um reality show que não acaba quando o programa sai do ar. A imprensa e internautas mais entusiasmados continuam acompanhando os personagens com um interesse fora do comum. E algo me diz que a terceira temporada está a caminho.

Voltamos a qualquer momento com novas informações.

Chico Barney