PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Chico Barney


Bárbara Paz questiona Supla sobre posturas machistas na Casa dos Artistas

Supla e Bárbara Paz na Casa dos Artistas (2001) - Reprodução
Supla e Bárbara Paz na Casa dos Artistas (2001) Imagem: Reprodução
Chico Barney

Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002.

Colunista do UOL

25/06/2020 11h42

Eduardo Smith de Vasconcellos Suplicy, o popular Supla, e Bárbara Paz travaram um interessante diálogo na noite de quarta-feira.

Em uma live transmitida pelo canal do Charada Brasileiro no YouTube, discutiram a relação —que chegou a ser namoro na época da primeira Casa dos Artistas, vencida pela atriz e que teve o roqueiro como importante destaque.

Enquanto debatiam o BBB 20, Supla falou que não assistiu ao programa, mas considerou relevante a discussão a respeito do machismo. Paz, que só deu uma espiadinha nas aventuras de Curicica por conta dos teatros fechados em tempos de pandemia, aproveitou para sublinhar que muitas atitudes da época do reality deles não teriam espaço hoje em dia.

"Eu fui machista, cê achou?", quis saber o senhor Smith. "Não sei, você é quem tem que saber o que é machismo para você. Mas, assim, muitos momentos...", no que foi interrompida: "Mas eu quero saber, tô te perguntando. Cê acha que eu fui machista em alguma coisa?"

"Peço desculpas se eu fui. A gente precisa tomar cuidado. Machismo, eu não lembro de ter feito uma coisa machista. Não sei se pega meio na relação amorosa e tal. Machismo, assim, não sei, acho que não", continuou o autor de Green Hair, enquanto a interlocutora tentava responder.

"A gente tá falando de 20 anos atrás. Hoje em dia você não pode fazer muita coisa que falava, verbalizava, na brincadeira. E você sempre brincou muito com algumas coisas. Não tô falando que você é machista. Mas o tom, há 20 anos, que os homens falavam, hoje já não pode. E precisa se policiar, você sabe do que eu tô falando", explicou a atriz.

Na sequência, Supla aproveitou para contar de sua experiência com o reality Papito in Love da MTV, quando descobriu por intermédio de uma conversa de elevador que um programa em que garotas brigavam pelo seu amor poderia ser considerado machista. E Paz lembrou que Marcelo D2, durante uma entrevista, pediu desculpas por comportamentos no passado.

A eterna Maria Esperança então lançou o desafio: "Então, tô esperando", para surpresa do ex-namorado. "Um pedido de desculpas?", quis saber Suplicy. "Pelo machismo? Putz, cara! Mas você precisa me mostrar a cena machista para eu pedir essa desculpa, méo."

"Tô brincando, tô brincando. Não precisa pedir desculpas, nada", desconversou Paz, aos risos. Antes de encerrar a entrevista, Supla tentou convencê-la a cantar uma música, sem sucesso.

Informou o Plantão Chico Barney.

VEJA A ÍNTEGRA DA LIVE

Voltamos a qualquer momento com novas informações.

Chico Barney