PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Chico Barney


Fantástico erra ao furar quarentena para promover reencontro emocionante

Marcelo Canellas narrou a história do Anjo Fardado de Peruíbe - Reprodução/Globoplay
Marcelo Canellas narrou a história do Anjo Fardado de Peruíbe Imagem: Reprodução/Globoplay
Chico Barney

Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002.

Colunista do UOL

08/07/2020 15h42

Teve emoção de sobra na mais recente edição do Fantástico. O repórter Marcelo Canellas narrou uma história realmente bonita, a respeito de uma recém-nascida que foi salva por um policial há 22 anos no litoral de São Paulo.

Abandonada pela mãe biológica, a garota foi adotada e possui, desde então, uma família feliz e acolhedora. Para celebrar a data, o programa considerou uma boa ideia promover o encontro entre ela e o "Anjo Fardado de Peruíbe", alcunha dada pelo jornalista ao oficial responsável pelo resgate.

Por mais inspiradora que seja a narrativa, causou estranheza ver o policial abraçando a garota em plena pandemia, ao mesmo tempo em que todos os telejornais da Globo reforçam a importância do isolamento social.

Para piorar, o momento ainda foi sublinhado por uma narração um tanto quanto inadequada. "Nessa hora, vale o risco de uma exceção", disse Canellas.

Com tanta coisa acontecendo no Brasil e no mundo, o mau exemplo me pareceu um erro, e acabou eclipsando as melhores intenções da reportagem. Um bate-papo pelo Zoom não teria o mesmo apelo cênico, mas certamente seria mais seguro para todo mundo.

Dada a situação atual, é de bom alvitre deixar qualquer calor humano para outra hora.

***

Mais debates a respeito da televisão brasileira no podcast UOL Vê TV desta semana, com Mauricio Stycer, Débora Miranda, Chico Barney e a convidada especial Aline Ramos, nova colunista do portal.

Voltamos a qualquer momento com novas informações.

Chico Barney