PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Chico Barney


Destaque no New York Times, Felipe Neto mostra que chique é ser inteligente

Felipe Neto (FOTO: Reprodução/Youtube) - Felipe Neto (FOTO: Reprodução/Youtube)
Felipe Neto (FOTO: Reprodução/Youtube) Imagem: Felipe Neto (FOTO: Reprodução/Youtube)
Chico Barney

Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002.

Colunista do UOL

19/07/2020 12h48

Durante muito tempo, nossa elite ostentou viagens incríveis, casas modernas, pertences de valor inestimável. A situação hoje é diferente. Mesmo as melhores coisas do mundo se tornaram mero commodity.

Experiências realmente exclusivas são cada vez mais raras. Isso graças ao influenciador digital, figura que se alastra feito praga. Mesmo que um hotel seja muito caro, ele dá um jeito de passar pelo menos uma tarde. E vulgariza a ostentação de quem realmente é rico.

Veja só o caso do Felipe Neto, que já teve sua fase 'vain', achando o máximo aquela casa enorme em que grava os vídeos. Mas ele entendeu que o capital de giro agora é outro.

Nos dias de hoje, chique mesmo é ser inteligente.

Neto está usando a grana e o prestígio que conquistou graças ao trabalho no YouTube para se tornar um influenciador de verdade. Colocar as cabeças pensantes para discutir o que ele fala.

Não está simplesmente forçando uma barra só por ser rico, como muitos empresários gostam de fazer. Parece estar em uma busca para se adequar, entendendo diferentes cenários e se aliando a pessoas que também possuem esse capital intelectual.

E aí faz vídeo pro New York Times, vira o grande assunto da semana em todo o mundo livre. Desta feita, dita os rumos do debate não simplesmente pelo poderio financeiro, mas pela magia do raciocínio logico.

O resto da nossa elite vai se dar bem quando entender o valor que isso tem.

(Provavelmente nunca.)

Voltamos a qualquer momento com novas informações.

Chico Barney