PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Fefito


BBB: Kamikaze, Lucas desistiu do jogo para tentar fazer história como vilão

BBB 20: Lucas é indicado ao paredão - Reprodução/TV Globo
BBB 20: Lucas é indicado ao paredão Imagem: Reprodução/TV Globo
Fefito

Fernando Oliveira, conhecido como Fefito, é formado em jornalismo e pós-graduado em direção editorial. Teve passagens pela IstoÉ Gente, Diário de S. Paulo, iG, R7. Atuou como apresentador do Estação Plural, da TV Brasil, Mulheres, da TV Gazeta, e Morning Show, da Jovem Pan.

Colunista do UOL

18/02/2020 13h05

Resumo da notícia

  • Fisioterapeuta entendeu que está prestes a deixar a casa e partiu para o deboche
  • Loiro não doou dinheiro para comida e quis recorde de votos da casa
  • Entre os amigos, é considerado o mentor de Felipe

Nunca na história do "Big Brother Brasil" uma casa de vidro tornou o jogo tão previsível. As informações trazidas por Ivy e Daniel, que incluíam até mesmo quantos seguidores alguns colegas ganharam nas redes sociais, trouxeram tamanho conforto ao maior grupo da casa que nem mesmo os paredões trazem medo como antes. Na cabeça de quem está na casa mais vigiada do Brasil, são duas semanas de tranquilidade, já que a turma de Hadson e companhia tem sido dizimada a cada rodada. Não é de se admirar, portanto, que Lucas dê evidentes sinais de que desistiu do jogo.

O fisioterapeuta parece ter criado uma estratégia kamikaze, com a clara noção de quem não está dentro do grupo dos favoritos dos espectadores. Durante a xepa, não doou estaleca nenhuma para as compras do mês e disse que se doasse uma já seria muito. Na formação de paredão, quis ser unanimidade entre os votos do confessionário para bater um recorde. No jogo da discórdia, exibiu um vaso para que os amigos colocassem as fotos de quem é considerado planta e foi considerado mentor de Felipe, que foi apelidado de capanga. Partiu para o deboche, como parte de uma artimanha suicida. Afinal, se não pode ganhar, o loiro pode tirar sarro dos colegas, tal qual um garoto mimado que não sabe perder. De certa maneira, lembra Tina, na segunda edição do programa, que se voltou contra a casa, mas sem o nonsense.

Ninguém discorda de que Lucas se envolveu em um jogo ruim e deu declarações extremamente machistas. Merece ser eliminado. O que chama atenção, no entanto, é que o rapaz tem tanta certeza de sua saída do "BBB 20" que decidiu vestir a carapuça de antagonista. Se é para ser escorraçado pelos colegas, que seja por ser o grande vilão da edição. Pena que os feitos, até agora, mais pareçam estratégias frustradas de desenho animado, como Pinky e Cérebro.

Fefito