PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Fefito


Vitória de Thelma no 'BBB 20' é reparação histórica pela temporada anterior

Thelma é a campeã do "BBB 20" - Reprodução/TV Globo
Thelma é a campeã do "BBB 20" Imagem: Reprodução/TV Globo
Fefito

Fernando Oliveira, conhecido como Fefito, é formado em jornalismo e pós-graduado em direção editorial. Teve passagens pela IstoÉ Gente, Diário de S. Paulo, iG, R7. Atuou como apresentador do Estação Plural, da TV Brasil, Mulheres, da TV Gazeta, e Morning Show, da Jovem Pan.

Colunista do UOL

28/04/2020 00h31

Resumo da notícia

  • Depois de uma edição acusada de racismo, reality premia uma mulher negra e empoderada
  • Anônima e inscrita, médica superou os famosos escalados pela Globo
  • Thelma é a quinta mulher consecutiva a ganhar o prêmio do "BBB"

Já na primeira semana, o "BBB 20" mostrou que superaria sua edição anterior. Apenas nos primeiros sete dias, o número de menções em redes sociais, por exemplo, superou toda a temporada de 2019 do reality show da Globo. Repleta de influenciadores digitais, a edição parecia montada para dar o prêmio a um famoso. Ela só não contava com uma figura que, embora discreta nas primeiras semanas, não deixou de se posicionar quando cobrada. Assim como Gleici Damasceno, no "BBB 18", Thelma Assis passou a se destacar depois dos primeiros paredões. E não decepcionou.

Se no ano passado o programa foi acusado de servir de plataforma para discursos racistas, agora, com outro clima político, o "BBB" deu voz a duas potências da comunidade negra. Thelma e Babu, com personalidades fortes e diálogo horizontal, se destacaram em uma casa repleta de egos gigantescos. Neste sentido, a vitória da médica anestesiologista de São Paulo é uma reparação histórica pela esquecível temporada de 2019 da atração.

Thelma teve trajetória coerente ao longo de todo o jogo. Ao perceber que estava sendo deixada de lado pelas amigas Marcela e Gizelly, encontrou em Manu e Rafa um porto seguro. Demonstrando empatia por Babu desde a entrada no programa, não deixou de proteger o colega mesmo quando teve de se colocar contra sua aliança. Da mesma maneira, cortou na própria pele ao votar no ator e depois na cantora. A médica entendeu que o "BBB" é um jogo de compromisso e, por isso mesmo, não se furtou a dar opiniões. Não por acaso superou todos os famosos escalados pela Globo.

No "BBB" dos influenciadores, uma inscrita anônima levou R$ 1,5 milhão. E, pela quinta vez consecutiva, uma mulher leva o prêmio. Agora, dez homens e dez mulheres integram a lista de vencedores do "Big Brother Brasil". E Thelma, a cara do Brasil, fez uma linda história. A história foi reparada. E o que merece ser esquecido será.

Fefito