PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Fefito


Bette Midler rouba a cena na segunda temporada de 'The Politician'

Judith Light e Bette Midler em "The Politician" - Divulgação/Netflix
Judith Light e Bette Midler em "The Politician" Imagem: Divulgação/Netflix
Fefito

Fernando Oliveira, conhecido como Fefito, é formado em jornalismo e pós-graduado em direção editorial. Teve passagens pela IstoÉ Gente, Diário de S. Paulo, iG, R7. Atuou como apresentador do Estação Plural, da TV Brasil, Mulheres, da TV Gazeta, e Morning Show, da Jovem Pan.

Colunista do UOL

22/06/2020 19h41

Resumo da notícia

  • Junto com Judith Light e Gwyneth Paltrow, veterana tem melhores momentos de série
  • Segunda temporada, no entanto, termina de modo morno se comparada à anterior
  • Perto de atrizes experientes, protagonistas parecem desinteressantes

Aparentemente uma dramédia adolescente sobre jovens brigando no colégio, "The Politician", da Netflix, surpreendeu a todos ao mudar os rumos de sua história no último episódio da primeira temporada e incluir no elenco uma disputa política encabeçada por Bette Midler e Judith Light. Pois bem, o segundo ano da série é completamente dominado pelas veteranas, a ponto de os personagens principais parecerem desinteressantes quando comparados a ambas.

Agora, a história está centrada na briga por uma vaga no senado entre o jovem Payton (Ben Platt) e a experiente Dede (Judith Light), invicta há 30 anos no posto. O ambicioso rapaz, no entanto, tem um trunfo: a política está envolvida em um trisal - um casal de três. Cabe à fiel escudeira de Dede, chamada Hadassah (Bette Midler) tentar apagar todos os incêndios. Sem grandes papéis recentes na TV e no cinema, Midler mostra a potência que é na série criada por Ryan Murphy. A atriz rouba, literalmente, todas as cenas.

Também do elenco de veteranos, Gwyneth Paltrow surpreende ao acertar o tom de sua atuação. Antes uma mulher zen, sua personagem virou uma pessoa descolada da realidade - e candidata ao governo da Califórnia. É das atuações mais divertidas e eficientes de sua criticada carreira. Bob Balaban, no entanto, é uma perda, já que não está nesta temporada.

Se o final de sua primeira leva de episódios terminou com surpresa e gosto de quero mais, no entanto, o mesmo não ocorre desta vez. Empolgante durante boa parte de sua narrativa, a segunda temporada de "The Politician" termina morna. Ainda assim, vale cada minuto. Que Bette Midler tenha pegado gosto pelo mundo das séries. Agora precisamos dela.

Fefito