Coluna

Flávio Ricco

TV Digital é mais uma ameaça para TV paga no Brasil

iStock
Imagem: iStock
Arte/UOL
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

07/02/2016 07h00

O número de assinaturas da TV paga no Brasil, que vem caindo assustadoramente por conta desse cenário desanimador da nossa economia e também em função da péssima qualidade do serviço oferecido, certamente vai sofrer um abalo ainda mais forte quando a TV Digital pegar de vez no país.

São inúmeros os casos de pessoas que passam a maior parte do tempo acompanhando canais convencionais no sistema pago, por causa da própria programação e da sua qualidade de imagem.

Mas se o digital já proporciona isso, pagar pra quê? A ficha desse "custo desnecessário" certamente vai cair em algum determinado momento. Pra tentar reverter esse quadro, somente uma ação mais forte desses grupos, que, ao que tudo indica, não estão muito interessados em sair da zona de conforto.

Um exemplo: já passou da hora de as operadoras mudarem os planos de canais. Tem muita coisa que não presta nesses pacotes e o assinante é obrigado a engolir, goela abaixo.

*Colaboração de José Carlos Nery 

Leia a coluna na íntegra

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Topo