Topo

Coluna

Flávio Ricco

TV Cultura precisa acreditar e investir mais na capacidade do seu pessoal

Reprodução
Augusto Nunes, do "Roda Viva" Imagem: Reprodução
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

05/11/2016 07h00

A TV Cultura não pode ficar nessa de continuar responsabilizando a crise pelos sérios problemas da sua área de produção. O jornalismo que lá é praticado, além de bons programas como “Metrópolis”, “Persona”, “Roda Viva” e outros tantos demonstram a elevada qualidade do seu pessoal.

É preciso investir mais neles e entender que o vento que bate cá, também bate lá.

Todas as outras TVs, além de tantas zilhões de empresas em nosso país, passam por dificuldades e têm se desdobrado na busca de mecanismos para superar este momento. Não é só a Cultura.

Essa é a hora de ser o mais criativo possível, valorizar e estimular seu pessoal.

*Colaborou José Carlos Nery

Leia a coluna na íntegra

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!