Coluna

Flávio Ricco

Gugu impõe condições para permanecer na Record

Divulgação/Record
Gugu Liberato quer receber da Record tratamento igual ao dos outros contratrados Imagem: Divulgação/Record
Arte/UOL
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

22/11/2016 07h00

Gugu Liberato e Record conversaram. Existe a chance de ele continuar na casa e até o orçamento do seu programa já subiu para aprovação.

A condição é que os custos de produção e realização do programa agora passem para a emissora, deixando de ser responsabilidade do apresentador como está sendo até agora.

A intenção do Gugu é que a Record acolha o seu programa, como acolhe o da Xuxa, Rodrigo Faro, Geraldo Luís, Sabrina etc.

Quer deixar de ser sócio, correr riscos e ter um tratamento igual o dos outros.

O de todos eles, é ela quem faz e se responsabiliza pela produção. Gugu quer se só mais um.

Por conta dessa proposta do apresentador, serão os seguintes os desdobramentos:

A equipe que hoje toca o “Programa Gugu”, na GGP, da qual ele é dono, composta por cerca de 30 pessoas, será inteiramente demitida nos próximos dias e possivelmente contratada por outra produtora, a ser definida.

Esse foi um dos termos do acordo ainda não assinado do Gugu com a Record.

Gugu quer salário e já fez sua proposta ao alto comando da emissora, que analisa os valores.

A situação é muita tensa para todos, porque, se a Record entender como alta a pedida financeira do Gugu, o programa acaba e todo pessoal será demitido às vésperas do Natal.

A Record, consultada, não comenta o assunto.

*Colaboração José Carlos Nery

Leia a coluna na íntegra

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Topo