Topo

Coluna

Flávio Ricco

"Sou um homem-bomba", diz Garotinho em entrevista a Cabrini neste domingo

Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

26/11/2016 23h00

O programa “Conexão Repórter”, apresentado por Roberto Cabrini no SBT, traz neste domingo uma entrevista exclusiva com o ex-Governador do Rio, Anthony Garotinho.

Trata-se da sua primeira entrevista após nove dias de prisão. Ele fala sobre o período tumultuado entre o Complexo Penitenciário de Bangu, dois hospitais e sua própria residência.

“Sou um homem-bomba e posso derrubar muita gente poderosa”, ameaça Garotinho. Sobre sua prisão, declarou durante a gravação que não pretende  fazer julgamento do juiz que a decretou, “mas ele vai responder pelo que fez. Eu sei quem é que está por trás disso".

O jornalista também conversou com a esposa de Garotinho, dona Rosinha, que temeu pela vida dele na prisão: “Tive medo porque ele sabe muito e eu não quero acreditar que tenha sido intencional, a ida dele para lá”.

Garotinho foi preso no último dia 16, suspeito de usar o programa social Cheque Cidadão para comprar votos nas eleições de Campos dos Goytacazes.

No mesmo dia em que foi preso, passou mal e acabou internado no Hospital Municipal Souza Aguiar. Um dia depois foi encaminhado para o hospital penal do Complexo Penitenciário de Bangu.

No dia 19, a ministra do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) Luciana Lóssio determinou sua transferência para um hospital privado, atendendo pedido da defesa dele. Ao receber alta, na terça-feira, o ex-governador seguiu para prisão domiciliar e cumpriu a pena em seu apartamento no bairro do Flamengo.

No dia 24, teve sua prisão revogada pelo TSE, por seis votos a um, mas a decisão impôs medidas cautelares que, se descumpridas, poderão levar Garotinho de volta ao regime prisional. Uma delas, o pagamento de uma fiança de R$ 88 mil.  

*Colaboração de José Carlos Nery   

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!