Coluna

Flávio Ricco

Vilão de Gabriel Braga Nunes é a grande aposta da próxima novela das seis

Estevam Avellar/TV Globo
Gabriel Braga Nunes interpretou Luís Fernando em "Babilônia" Imagem: Estevam Avellar/TV Globo
Arte/UOL
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

13/12/2016 07h00

Gabriel Braga Nunes já está em fase de aquecimento para ser alguém muito do mal, Thomas Johnson, o principal vilão de “Novo Mundo”, novela de época que substituirá “Sol Nascente” a partir de março de 2017 na Globo.

É nesse personagem que os autores estreantes Thereza Falcão e Alessandro Marson estão apostando alto, até pela experiência do ator em papéis do tipo.

E interpretar bandidos deixou de ser uma preocupação, já há um bom tempo, para nossos atores. O próprio Gabriel chegou a declarar numa entrevista a Serginho Groisman que, atualmente, as pessoas têm uma relação muito diferente com os vilões. “Hoje em dia, as pessoas curtem esses personagens, a torcida é praticamente por eles”, comentou Gabriel.

Na história, entre uma maldade e outra, Thomas Johnson fará de tudo para conquistar Anna Millman, a mocinha interpretada por Isabelle Drummond.  

“Novo Mundo”, com estreia em março, é definida por seus autores como um capa-espada, que se passa no período de luta do Brasil pela independência, e já está com seu elenco fechado.

Além de Braga Nunes e Drummond, também estarão na história nomes como Julia Lemmertz, Chay Suede, Caio Castro, Ingrid Guimarães, Letícia Colin, Léo Jaime, Sheron Menezes, Agatha Moreira e Giullia Buscacio, entre outros.

*Colaborou José Carlos Nery

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Topo