Topo

Coluna

Flávio Ricco

Descaso com Maracanã virou documentário da CNN

Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

04/02/2017 07h00

A CNN, com o seu pessoal aqui no Brasil, preparou um documentário, já exibido nos Estados Unidos, mostrando em detalhes todo o estado de abandono do Maracanã.

Nada mais triste e lamentável. É nisso que dá a irresponsabilidade de certas pessoas, a ponto de deixar chegar num ponto desses, um estádio de tamanha importância.

Corte de luz e furto de cadeiras e monitores são os problemas menores. Vergonha mundial.

Ao mesmo tempo, foi mantida a decisão da Justiça para que a Odebrecht, concessionária à frente do Consórcio Maracanã, cuide da manutenção e operação do estádio.

Decisão do desembargador Henrique Carlos de Andrade Figueira, da 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio.

Ele indeferiu, na quinta-feira (26), um recurso pedido pela concessionária que tentava na Justiça não reassumir a gestão e a administração do Complexo Esportivo do Maracanã, sob pena de multa diária de R$ 200 mil.

O Consórcio alegou que não poderia reassumir o estádio antes que o Comitê Rio-2016 concluísse as obras necessárias para sua devolução. Porém, para a  PGE (Procuradoria Geral do Estado), a não conclusão das obras não impedia que a concessionária reassumisse sua administração.

*Colaboração de José Carlos Nery