PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Flávio Ricco


Flávio Ricco

Descaso com Maracanã virou documentário da CNN

Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

04/02/2017 07h00

A CNN, com o seu pessoal aqui no Brasil, preparou um documentário, já exibido nos Estados Unidos, mostrando em detalhes todo o estado de abandono do Maracanã.

Nada mais triste e lamentável. É nisso que dá a irresponsabilidade de certas pessoas, a ponto de deixar chegar num ponto desses, um estádio de tamanha importância.

Corte de luz e furto de cadeiras e monitores são os problemas menores. Vergonha mundial.

Ao mesmo tempo, foi mantida a decisão da Justiça para que a Odebrecht, concessionária à frente do Consórcio Maracanã, cuide da manutenção e operação do estádio.

Decisão do desembargador Henrique Carlos de Andrade Figueira, da 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio.

Ele indeferiu, na quinta-feira (26), um recurso pedido pela concessionária que tentava na Justiça não reassumir a gestão e a administração do Complexo Esportivo do Maracanã, sob pena de multa diária de R$ 200 mil.

O Consórcio alegou que não poderia reassumir o estádio antes que o Comitê Rio-2016 concluísse as obras necessárias para sua devolução. Porém, para a  PGE (Procuradoria Geral do Estado), a não conclusão das obras não impedia que a concessionária reassumisse sua administração.

*Colaboração de José Carlos Nery

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Flávio Ricco