Coluna

Flávio Ricco

Regina Casé vai voltar "reciclada" à programação da Globo

Marcos Ferreira/ Brazil News
Regina Casé na divulgação do "Esquenta!" Imagem: Marcos Ferreira/ Brazil News
Arte/UOL
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

19/03/2017 07h00

Nada definido ainda sobre o novo programa de Regina Casé na Globo, depois de decretado o fim do "Esquenta!". A prova disso é que sua antiga diretora, Mônica Almeida, foi deslocada para a equipe do talk show de Pedro Bial. Casé, tudo indica, deverá fazer alguma coisa no "Fantástico" antes de embarcar de vez em um novo projeto na casa, ainda sem dia certo para exibição. Mas ele vai sair.

Quinta-feira passada, inclusive, durante o evento de programação realizado nos Estúdios Globo, executivos da emissora falaram sobre o programa, nos bastidores.

A ideia é transformar o extinto "Esquenta!", apresentado por Casé aos domingos, em um outro produto. Pegar algumas coisas interessantes daquele formato, dar uma boa reciclada e turbinar com outras propostas.

Entende-se que só assim ela terá condições de conquistar um novo espaço na grade, mas em esquema de temporada, se alternando com outros produtos. A Globo ainda não estabeleceu um prazo para a volta de Regina Casé ao ar. Ou pode ser neste, ou no próximo ano. 

*Colaboração de José Carlos Nery

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Topo