PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Flávio Ricco


Flávio Ricco

Funcionários de Globo e Multishow sofreram intoxicação no Lollapalooza

Festival Lollapalooza ocorreu no último fim de semana, no autódromo de Interlados, em SP - Bruno Santos/UOL
Festival Lollapalooza ocorreu no último fim de semana, no autódromo de Interlados, em SP Imagem: Bruno Santos/UOL
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

30/03/2017 07h00

O festival Lollapalooza, realizado em São Paulo, não foi motivo só de festa e alegria, especialmente para o pessoal da Globo e Multishow, encarregado de fazer a sua cobertura.

De um total de 200 profissionais destacados para trabalhar em Interlagos, praticamente a metade sofreu intoxicação alimentar e muitos ainda não conseguiram voltar aos seus postos. Escala com buracos por causa das faltas.

Todos receberam uma marmita com arroz, feijão, frango... Quem comeu, passou mal.

Não houve nenhum caso grave, só a popular dor de barriga mesmo, revela um repórter que esteve no festival e pediu para não ser identificado.

Na redação da Globo, em função desse caso da intoxicação alimentar, o Lollapalooza recebeu o apelido de “Cagapalloza”.

Só que ninguém está livre disso. Numa festa de aniversário do SBT, em 1999, boca livre para os funcionários no restaurante executivo, muitos foram parar no pronto-socorro por causa de uma carne mal ajambrada. Alguns, vítimas de casos mais graves, tiveram que se afastar do trabalho por uma semana. É a conhecida salmonela.

A Globo confirmou que funcionários passaram mal e o Multishow ainda não enviou sua resposta sobre o caso.    

*Colaborou José Carlos Nery

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Flávio Ricco