Coluna

Flávio Ricco

Record contrata Joana Fomm para "Apocalipse" e desfalca novela da Globo

João Miguel Júnior/Divulgação/TV Globo
Joana Fomm como Dona Cleo em "Malhação: Pro Dia Nascer Feliz" Imagem: João Miguel Júnior/Divulgação/TV Globo
Arte/UOL
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

07/07/2017 16h57

Joana Fomm, atriz com longa história no cinema e televisão, sempre lembrada pelo trabalho como Perpétua, em “Tieta”, é a mais recente contratação da Record para o elenco de “Apocalipse”, novela de Vivian de Oliveira, a próxima religiosa, escolhida para substituir “O Rico e Lázaro”.

Curioso é que a sua contratação acontece no momento em que a Globo também já dava como certa a sua escalação em “O Sétimo Guardião”, de Aguinaldo Silva, que estreia em maio de 2018.

Um caso até interessante, porque por diversas ocasiões ela, Joana, se utilizou das redes sociais para reclamar da falta de trabalho e do esquecimento a que são vítimas atores e atrizes com idade mais avançada.

Particularmente para Joana, observa-se, esses protestos acabaram valendo a pena. Vai para a Record, após concluir “Malhação: Pro Dia Nascer Feliz”, sabendo que ainda existe a chance de voltar para a Globo lá na frente. Tem todas as portas abertas.

Antes de um novo trabalho na TV, Joana irá aparecer no cinema, em “Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola”, com Danilo Gentili. O filme entra em cartaz dia 31 de agosto.

Diretamente de Portugal, onde escreve os primeiros capítulos de “O Sétimo Guardião”, Aguinaldo Silva conversou com a coluna e se mostrou surpreso com a ida de Joana Fomm para a Record:

“Essa história da Joana Fomm é ótima: o Silvio de Abreu me pediu para criar uma personagem para ela, eu fiz isso, ela até me ligou agradecendo toda satisfeita. E foi para a Record?!”.

Ainda segundo o autor, na trama, ela seria a mãe de Viviane Araújo e avó de Marina Ruy Barbosa. “Agora, como a personagem existe e eu já estou no capítulo 20, vou pensar em outra atriz [para o papel]”, informa o autor.

"Ninguém pode ficar sem receber salários"

Procurada pela reportagem do UOL, Joana Fomm disse que ainda não recebeu os capítulos, mas foi convencida pela personagem da novela. "Estou indo para a Record, mas nessa altura do campeonato eu só acredito depois de assinar um contrato e eu ainda não assinei. Dei a minha palavra e isso para mim vale. Sou uma atriz que gosto de fazer personagens que me apaixono de cara e esse convite, mesmo não tendo muitas informações, me convenceu. Pelo pouco que sei é um papel diferente de tudo que já fiz", disse.

A atriz afirmou ainda que, com a crise, se preocupava com a data de estreia de "O Sétimo Guardião", prevista para 2018. "O Aguinaldo Silva me ligou e fez o convite para, mas ele mesmo não sabe quando vai estrear a novela e nesse atual crise ninguém pode esperar um trabalho, ninguém pode ficar sem receber salários", declarou.

*Colaboração de José Carlos Nery
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Topo