Coluna

Flávio Ricco

"Fantástico" pensa só nele e esquece o público da Globo

João Cotta/Globo/Divulgação
Tadeu Schmidt e Poliana Abritta no "Fantástico" Imagem: João Cotta/Globo/Divulgação
Arte/UOL
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

11/07/2017 07h01

Chama atenção como o “Fantástico”, até na maneira de se apresentar, hoje está bem diferente. Antes, lá atrás, quando entrava depois de “Os Trapalhões”, o programa abria com matérias mais leves – circo, ciência ou educação, e o ser humano sempre como protagonista.

A mudança de público, com toda certeza, impunha este cuidado. Gradativamente, no decorrer das horas, vinham os assuntos mais sérios, denúncias, polícia, novos tratamentos etc.

Desde muito tempo também, o começo do “Show da Vida” se dá imediatamente após as “Vídeo Cassetadas” do “Faustão”, nos levando partir do pressuposto que a cabeça do telespectador também está em outra e merece um certo trato.

Só que domingo o programa abriu com tiroteio e um menino baleado na barriga da mãe. Depois, tráfico de drogas no aeroporto e a sempre tão esperada reportagem de bichos, só que com vários leões sufocando e matando um touro, inclusive com direito a close no olho do bicho.

Um programa que não foi ruim. Ao contrário, mas com uma receita mal distribuída e até chocante em muito dos seus momentos. Num mês de julho, férias, crianças dormindo mais tarde, a pegada e a sensibilidade poderiam ser bem outras. 

Impactando
Amarração de programas, na TV, é tudo. E mais um pouco.

Todos têm que ver e cuidar do seu, como nada mais necessário, mas também considerar imprescindível o antes e o depois. O sucesso sozinho é sempre mais complicado.

Blad Meneghel e Edu Moraes/Record TV
Maytê Piragibe também vai fazer "Apocalipse" Imagem: Blad Meneghel e Edu Moraes/Record TV
Sem ressentimentos
Demonstrando que não sobrou bronca nenhuma de todo aquele episódio do “Dancing Brasil”, Maytê Piragibe também vai fazer “Apocalipse”, a próxima novela bíblica da Record.

E irá fazer na condição de “convidada especial”.

Aparecer na TV
Parece que não existem limites na propaganda dos uniformes do futebol.

Hoje, as mais diversas marcas estão espalhadas por todos os cantos, desde as camisas e meiões, e agora mais intensamente no bumbum dos jogadores. E, pelo menos até agora, não foi o caso de nenhum papel higiênico.

Tem público?
Alguns canais esportivos, ESPN e BandSports entre eles, passaram a fazer transmissões de torneios de pôquer.

Não é por nada, mas não tem nada mais enfadonho e sem graça que aquilo.

Reprodução
Campanha "A Cara do Brasil", do SBT, esquece o Espírito Santo Imagem: Reprodução
Estranho esquecimento
A campanha “A Cara do Brasil”, do SBT, movimentando vários dos seus contratados, procurou contemplar todos os estados. Menos um.

Esqueceram o Espírito do Santo. É o único que, mesmo com registros de bons resultados, foi riscado do mapa. Não poderia.

Bibis
Se na televisão encontramos a Bibi Perigosa, Juliana Paes, a partir de quinta-feira, nos cinemas, teremos outra Bibi, a Capa Preta.

É a personagem de Mariana Ximenes em “Detetives do Prédio Azul”, uma bruxa do bem, de mais ou menos 150 anos. Trata-se do seu primeiro papel destinado ao público infantil. Otávio Müller também integra o elenco do filme, como Jaime Quadros, um bruxo ligado às artes plásticas.

Daniel Chiacos/Divulgação
Mariana Ximenes e Otávio Müller em "Detetives do Prédio Azul" Imagem: Daniel Chiacos/Divulgação

Em vias de
O Grupo Fox fechou questão em relação à data de lançamento do NatGeo Kids no Brasil, 1º de setembro, e nos próximos dias dará mais informações sobre as operadoras que irão carregar o canal e o conteúdo.

A nova aposta do Fox tem como público-alvo crianças entre 4 e 7 anos.  

De volta
Longe das novelas desde o trabalho em “Haja Coração”, Betty Gofman atendeu chamado da Globo para “Deus Salve o Rei”, escrita por Daniel Adjafre e direção de Fabricio Mamberti.

É a substituta de “Pega Pega” na faixa das 19 horas.
 
Lacre
Ainda não existe um destino para a antiga redação do “Jornal Nacional”, no Jardim Botânico.

Ela permanece fechada e com cadeado na porta.  

Rafael Campos/Globo
Renato Aragão, Dedé Santana e o elenco dos novos "Trapalhões" Imagem: Rafael Campos/Globo
Fator ibope
Oficialmente, Globo e Viva definiram apenas a primeira temporada do remake de “Os Trapalhões”.

Equipe e direção têm o maior interesse em novas edições, mas tudo vai depender dos resultados de audiência. 

Bate – Rebate
• Julia Petit, criadora do site “Petiscos”, é a convidada da Adriane Galisteu, nesta terça, no “Face a Face”, 10 da noite, no BandNews.
• Isso é descuido. Ontem, no “Encontro”, da Globo, perguntaram se “A Força do Querer” será sua primeira experiência como atriz...
• ... Até se entende o desconhecimento dos apresentadores, mas a produção não pode falhar...
• ... A Fafá já fez novelas na Record.
•  Record espera fechar todo o elenco de “Apocalipse”, a sua próxima religiosa nesses próximos 2 ou 3 dias...
• ... Não está faltando quase nada para isso.
• Silvio Luiz passou parte do dia de ontem no SBT...
• ... Além de rever amigos, foi gravar o “The  Noite”, do Danilo Gentili, devidamente autorizado pela Rede TV!.
• Até ontem Net, Claro, Sky e companhia bela continuavam sem previsão para as voltas de SBT, Record e Rede TV!.

*Colaboração de José Carlos Nery

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Topo