Topo

Coluna

Flávio Ricco

Nova matéria do "Domingo Show" faz Geraldo Luís virar catador de lixo

Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL

11/10/2017 16h38

Geraldo Luís foi a Brasília para contar a história do catador de lixo Edcácio Barros, de 40 anos, que sustenta a família trabalhando no aterro sanitário da Cidade Estrutural, cidade satélite da região metropolitana.

Apesar das dificuldades, Edcácio é alguém de um humor muito acima da média, e mostrou que tem talento para cantar.

Na matéria, Geraldo se caracterizou de catador de lixo e acompanhou de perto a rotina dos que vivem no local. A caracterização foi feita pelo maquiador da Record TV Vavá Torres.

A família de Edcácio mora em um terreno invadido. A casa foi construída com terra batida, tapumes e algumas paredes de papelão.

Trabalhador, filho número 6 de sete irmãos, ele foi criado na roça. Nasceu em Irecê, mas aos 14 anos, fugindo da seca nordestina, passou pela Bahia e foi parar em Brasília,onde conheceu a esposa, Elaine.

Nesta reportagem, além de se surpreender com a chegada de Geraldo Luis, ele vai rever o irmão, Edimárcio, com quem formou a dupla Cácio e Márcio, e será convidado a cantar no palco ao vivo, onde a mãe, Dona Gildete Bispo dos Santos, 72 anos.

Lá, além de cantar a música que fez para ela, vai ter surpresas que vão mudar sua vida.

*Colaborou José Carlos Nery

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!