Coluna

Flávio Ricco

TV Assembleia diz que funcionários da Fundac poderão ser realocados

Roberto Navarro/Alesp
Prédio da Assembleia Legislativa de São Paulo, Alesp Imagem: Roberto Navarro/Alesp
Arte/UOL
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

23/11/2017 00h05

A respeito da nota “TV Assembleia pode ter demissão em massa no fim de ano”, a Comunicação da casa, pelo seu diretor Matheus Perez Granato,  procurou a coluna para informar que “o contrato entre a Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) e a Fundac – vencedora de licitação para gerenciar a TV Alesp – não é novo. Ele foi assinado em 2013, após licitação, num outro momento econômico”.

Revela que em 2018 o custo de gerenciamento da TV Alesp pela Fundac é de R$ 18 milhões - ou R$ 1,5 milhão/mês. Porém, após negociação, pela Diretoria de Comunicação, o custo foi reduzido para R$ 1,1 milhão/mês, economia de R$ 2,4 milhões nos últimos seis meses deste ano.

Ainda segundo a assessoria, há o entendimento que é mais vantajoso fazer nova licitação para reduzir sua base de custos.

E conclui: “Até por previsão em edital, a empresa vencedora de licitação fornecerá funcionários para TV Alesp. [Mas] isso não impedirá, contudo, que os atuais funcionários [da Fundac] sejam realocados”.

*Colaborou José Carlos Nery


 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Topo