Coluna

Flávio Ricco

"Adnight", do Adnet, fez de tudo para não ter um próximo

Reprodução /TV Globo
Marcelo Adnet interpreta o Seu Madruga no "Adnight" Imagem: Reprodução /TV Globo
Arte/UOL
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

30/12/2017 00h06

Entre os tantos acertos da Globo nos programas de temporada, com certeza, o “Adnight” não pode ser incluído entre eles. E não pode porque, nas duas edições levadas ao ar, não fez por merecer.

Em seu segundo ano, mesmo com modificações em relação ao primeiro, alguns erros se repetiram, passando a todos a impressão de algo meio perdido, em busca de uma direção a tomar. E que nunca foi encontrada.

Não chega à decepção completa, mas em se tratando do Marcelo Adnet, artista com tantos e comprovados recursos, se espera muito mais. Pelo menos um trabalho no nível do “Tá no Ar”, que ele faz tão bem.

É sempre complicado discutir a fórmula. A participação do rico elenco da Globo, em toda e qualquer situação, conta pontos importantes, porém, as brincadeiras no palco, que também deveriam incluir o telespectador em casa, na grande maioria das vezes fica só entre eles. Existem até algumas tentativas, mas isto nunca acontece. Aí não dá.

O “Adnight”, por tudo até aqui, se mostrou que ainda não é um produto na medida do Adnet. Já existem sérias dúvidas sobre uma próxima temporada.

Mesma equipe
A saída de Diego Guebel da Band não terá consequências na equipe do “MasterChef”.

Embora ele fosse muito próximo de todos, a equipe, com a apresentadora Ana Paula Padrão e os jurados – Jacquin, Carosella e Fogaça – seguirá sendo a mesma.

Programação
A princípio a Band não irá apresentar grandes alterações na sua programação em 2018.

Tudo caminha para continuar na mesma. Não existem meios de investir, no momento atual, em novos produtos.

Nada de imediato
São grandes as possibilidades da Record fazer alguns ajustes na sua grade de programação.

Existem estudos em cima disso. Mas, como a Band, nada para tempos tão imediatos. Só março ou abril e olhe lá.

Sabe tudo
A Band tem em seus interiores um veterano profissional da área, Marco Antonio Zago, que de televisão sabe tudo. E mais um pouco.

Na complicada área de programação poucos entendem tanto quanto ele. Falta é marketing pessoal.

Divulgação
Apresentador Tiago Leifert se destacou na Globo Imagem: Divulgação
Muito na dele
Nos últimos tempos foram poucos os casos de surgimento de novos apresentadores de programa.

Na década em curso o único caso que chama atenção é do Tiago Leifert. Desde o seu começo na Globo, depois de passar pelo SporTV, se saiu bem em todos. Do “Globo Esporte” até os atuais “Big Brother e “The Voice”. Vale o registro.

Até segunda ordem
Amanhã irá ao ar o último “Pânico na Band”, já em gravação e com o programa totalmente desligado da casa.

O seu espaço, nas noites de domingo, a principio, num primeiro momento, será destinado a exibição de filmes. Dá-lhe Steven Seagal!

Indo assim
A propósito de filmes, o SBT pretende manter todos os seus horários de exibição, especialmente nas noites de terça, sexta e sábado, mesmo não tendo mais contrato com nenhuma grande distribuidora internacional.

As compras do material seguirão sendo feitas através de empresas independentes.

Impressionante

Divulgação
Atriz Debora Reis interpreta Hebe em musical Imagem: Divulgação

Como conjunto, o musical da Hebe Camargo, atualmente em São Paulo, é um espetáculo que ninguém pode perder. Chama atenção, inclusive, a atenção e acerto na escolha dos atores para os papéis de Nair Bello, Lolita Rodrigues, Mazzaropi e tantos outros que fizeram parte da vida dela.

Nada se compara, no entanto, ao desempenho da Débora Reis no papel-título.

Confusão formada
“Ilha de Ferro”, já em produção na Globo, obra do falecido autor Max Mallman é definida assim: Dois irmãos que não se bicam. Duas mulheres que não levam desaforo para casa. Está formado o quarteto romântico que vai enfrentar, cada um a sua maneira, inúmeras situações-limite.

Por aí entenda-se Cauã Reymond, Maria Casadevall, Klebber Toledo e Sophie Charlote.

Gabriel Cardoso/Divulgação
Celso Portiolli será o entrevistado da Eliana no seu programa especial deste domingo. Os dois, disfarçados, surpreendem a plateia do Raul Gil Imagem: Gabriel Cardoso/Divulgação

Bate – Rebate
• Maria Casasdevall, citada acima, não tem uma carreira tão longa assim...
• ... Só em 2011, dois anos depois de estrear no teatro, ela fez seu primeiro trabalho na Globo, em “Lara com z”...
• ... De lá para cá foram outros cinco, até chegar agora em “Ilha de Ferro”. Uma carreira interessante.
• Só agora, no começo do ano, será decidido o destino do campeonato francês na televisão brasileira...
• ... O SporTV continua dono do campeonato em disputa...
• ... Mas os direitos do próximo triênio serão disputados em janeiro.
• Todos que trabalham diretamente com Silvio Santos tiveram suas férias transferidas no SBT...
• ... Assim como as dele, a de todos ficou para só depois do Carnaval...
• ... Mas como o aviso da mudança aconteceu com antecedência ninguém teve qualquer prejuízo por causa disso.

*Colaborou José Carlos Nery

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Topo