Topo

Coluna

Flávio Ricco

Baratos e birutas: nova série do Canal Brasil brinca com os filmes "B"

Divulgação
Bernardo Mesquita e Keila Taschini em cena de "Filme B", estreia do Canal Brasil em fevereiro Imagem: Divulgação
Flávio Ricco Flavio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Flavio Ricco

Colunista do UOL

28/01/2018 00h05


O Canal Brasil marcou para 5 de fevereiro, às 19h30, a estreia da série “Filme B”, criada e produzida pela Medialand. Uma produção que traz o humor negro em cima de temas envolvendo zumbis, seres de outros planetas, vampiros, carro com vida e boneca amaldiçoada.

“Entre Mortos e Vivos” é o primeiro a ser exibido, e a brincadeira é descobrir que os zumbis não vêm de um vírus, como em “The Walking Dead” e outros, mas, sim, de uma vingança de uma mulher que foi rejeitada pelo seu grande amor.

O segundo é intitulado “A Van Assassina”; na sequência “O Vampiro da Paulista”; “A Bonequinha da Mamãe”, e “Os Mutantes do Espaço”.

Em cada filme haverá sempre uma ou duas partes da narrativa em que a história vira um grande videoclipe. Os personagens soltam a voz em letras e arranjos compostos por três nomes da área musical: Ricardo Severo, Vinicius Junqueira e Henrique Peters.

Além disso, foi escolhida uma linguagem que estimulasse ainda mais a brincadeira com o “B”. “Bonequinha da Mamãe”, por exemplo, será embalado pelas novelas mexicanas e os personagens são caracterizados de maneira over. No caso, a protagonista está sempre com o mesmo cabelo e a mesma maquiagem.

*Colaborou José Carlos Nery

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!