Coluna

Flávio Ricco

O tempo levou o jornalismo a se tornar o grande negócio da TV

Ze Paulo Cardeal/Divulgação/TV Globo
Monalisa Perrone apresenta o "Hora 1" na TV Globo Imagem: Ze Paulo Cardeal/Divulgação/TV Globo
Arte/UOL
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

15/02/2018 00h06

Na televisão lá do começo, as emissoras tinham porque considerar o jornalismo um “brinquedo caro”. Os poucos equipamentos, além de pesados, tinham custo muito elevado e sempre acabavam por desestimular toda e qualquer iniciativa.

O corte, na edição, para se ter uma ideia, era na base da lâmina de barbear.

Cenário que hoje é completamente outro, a ponto de levar o telejornalismo a se igualar e, em alguns casos, até superar as novelas em volume de produção e ocupação de espaços.

Quem diria que, um dia, o SBT chegaria a disponibilizar oito horas diretas à informação, como já de uns tempos acontece? Ou a Record passaria a destinar mais de dois terços da sua grade à programação noticiosa? E que a Globo, ao volume que já existia, viria lançar um jornal às cinco da manhã, caso do “Hora Um”?

Isto sem contar Band, respeitada por sua tradição, e a Rede TV! com sua linha de telejornais, como corpo estranho em qualidade e apresentação de trabalho, muitos pontos acima aos demais produtos da casa.

O jornalismo, com o correr dos tempos, veio a se tornar o grande negócio das TVs. Se, por um lado, é o que mais emprega, também é aquele que maior volume de dinheiro coloca no caixa de cada uma.

Pollyanna Diniz/Divulgação
Programa de Paes Leme ainda está sem nome Imagem: Pollyanna Diniz/Divulgação
Olha que louco
O novo reality da Fernanda Paes Leme, no GNT, estava para ganhar o título de “Triplex”, considerado ideal por se tratar de uma competição entre arquitetos, com a obrigação de decorar casas-contêineres.

Como o nome poderia remeter as pessoas a imaginar outra coisa, já houve a decisão de procurar um outro. A produção é da Boutique Filmes.

Programa da Cátia
A Bandeirantes trabalha com a data de 1º de março, uma quinta-feira, para a estreia do “Melhor da Tarde – com Cátia Fonseca”.

O programa já está com a sua produção, equipe de estúdio e externa fechadas.

Mudou o dia
O Troféu Imprensa não será mais no começo de maio, como estava marcado.

A sua gravação foi antecipada para o dia 27 deste mês, para exibição no domingo, 4 de março.

Lourival Ribeiro/Divulgação/SBT
Silvio volta a gravar Imagem: Lourival Ribeiro/Divulgação/SBT
Volta hoje
Silvio Santos acabou liberando sua equipe no Carnaval. Folga geral. Todos, no fim, foram dispensados, inclusive dos trabalhos previstos para o último sábado.

Toque de reunir hoje, depois de quase um mês sem gravações.

Assuntos diferentes
A saída de Willian Corrêa da direção de jornalismo da TV Cultura e da apresentação do “Jornal da Cultura”, definida oficialmente ontem, não tem qualquer relação com o caso ou continuidade do Augusto Nunes no “Roda Viva”.

São assuntos completamente distintos. O Willian resolveu sair e quanto ao Augusto querem sair com ele.

Assédio
Amaury Junior promove em seu programa deste sábado na Bandeirantes um debate sobre Assédio Sexual, com as participações de Aline Mineiro, Sarah Sheeva e Fúlvio Stefanini. 

Haverá ainda entrevistas com Latino, João Doria e um musical com Kell Smith. Amaury também vai destacar tudo o que rolou no baile de carnaval do Copa.

Uma...
Em curso nos Estúdios Globo a produção da série “Assédio”, inspirada no livro “A Clínica – A Farsa e os crimes de Roger Abdelmassih", de Vicente Vilardaga.

Irá ao ar no novo serviço de streaming do Grupo Globo.

... E outra
O SBT, associado a uma produtora, espera somente a liberação da Ancine, para dar início aos trabalhos de um seriado sobre o mesmo tema, só que a partir de “Bem-vindo ao Inferno”, escrito por Claudio Tognoli, lançamento da Matrix.

Só uma coisinha: ele merece tudo isso?

Reforço

Munir Chatack/TV Record
Roberto Bomtempo é convocado pela Record Imagem: Munir Chatack/TV Record
Roberto Bomtempo, ator e diretor, foi convocado para “Apocalipse”, da Record.

Foi chamado para fazer o profeta Elias e deve seguir até o fim da novela, em junho. 

Bate – Rebate
• O carnaval, que já foi, será responsável por tirar Sabrina Sato das gravações, nesta semana, na Record...
• ... Só na próxima.
• Televisão é imagem, daí a preocupação perfeitamente normal da Globo também com as roupas, cabelo e maquiagem da Renata Lo Prete no “JG”.
• Milena Toscano tem recusado convites para promover a novela “O Rico e Lázaro”, da Record, em outros países...
• ... As gravações de “Poliana”, substituta de “Carinha de Anjo”, no SBT, pegaram embalo e não estão permitindo sua ausência...
• ... Aliás, ontem, quarta de cinzas, teve gravação.
• Nesta quinta, em São Paulo, Arlete Salles, Lucélia Santos e Rita Cadilac farão a leitura da série de humor “Me Engana Que Eu Gosto”, do Julio Kadetti.   
• O programa de culinária, “Dia Dia”, apresentado por Daniel Bork, mesmo com todas as mudanças na grade da Band, será mantido. Intocável.
• Record tem previsão de três meses de trabalhos na produção do próximo “Power Couple”.
• Eliana volta com externas na semana que vem. Estúdios dia 27 e programas inéditos no ar a partir de 11 de março.

*Colaborou José Carlos Nery

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Topo