Topo

Coluna

Flávio Ricco


Canais Globosat alcançaram a sua melhor marca em 2018

Divulgação/Globosat
"Lady Night", da Tatá Werneck, um dos sucessos do Multishow Imagem: Divulgação/Globosat
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

30/12/2018 00h05

A Globosat, responsável no Brasil pelo GNT, SporTV, Multishow, Mais Globosat, BIS, Viva, Off, Gloob, Gloobinho, Telecine, Universal TV, SYFY, Studio Universal, GloboNews, Canal Brasil, Megapix, Premiere, BigBrother Brasil PPV, Combate, Playboy do Brasil, Globosat Play, Philos TV e VIU Hub, alcançou resultados que a sua direção considera históricos em 2018

A empresa se manteve como a marca de maior audiência da TV paga brasileira e ainda alcançou o resultado inédito de 35% no share (divisão do volume de audiência total). Entre janeiro e novembro deste ano, foram mais de 800 milhões de horas de programação consumidas por mês na plataforma TV.

Nas plataformas "Play" (Globosat Play, Telecine Play, Philos, SexyHot Play, Premiere Play e Combate Play), que seriam os serviços de streaming e VOD (vídeo sob demanda), os resultados também foram positivos. Houve uma média de 9 milhões de horas assistidas ao mês entre janeiro e novembro de 2018 - cerca de 22% a mais que no mesmo período em 2017..

*Colaborou José Carlos Nery