Topo

Coluna

Flávio Ricco


Trabalho de Mariana Lima em "Assédio" merece o melhor dos reconhecimentos

Mauricio Fidalgo/TV Globo
É impressionante o desempenho de Mariana Lima em "Assédio" Imagem: Mauricio Fidalgo/TV Globo
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

2019-01-11T00:06:00

11/01/2019 00h06

Adriana Esteves, merecidamente, ganhou todos os prêmios de melhor atriz em 2018. Foi muito bem em "Segundo Sol" e arrebentou em "Assédio", do streaming da Globo. 

Em sua última novela, Laureta Botini não ficou nada a dever à Carminha de "Avenida Brasil". 

E quanto Stela, a sua personagem na série, do começo ao fim ela se vê envolvida numa carga de emoção das mais violentas, que apenas uma atriz com tamanho talento consegue vivenciar, suportar e passar a quem está assistindo.

Só um começo, para agora, com a mesma justiça, fazer um reconhecimento que em nada se choca ou contesta ao que a Adriana fez por merecer.

Mas, antes de tudo, ser justo ao trabalho da Mariana Lima na mesma "Assédio", alguém que me levou a assistir duas vezes este seriado, a segunda apenas para acompanhar todo o drama e desconstrução de Glória, primeira mulher do médico, Roger Sadala, do Antonio Calloni. 

Poucas vezes se tem a chance de ver uma profissional se entregar a um papel tão intensamente. Colocação mais que merecida.

Para quem escreve, no caso daqui, é como se estivesse pagando uma dívida. 

Na espera

Pessoal da Xuxa está no aguardo da chegada dela das férias, na semana que vem, para decidir o que falta do "The Four", seu novo programa.

Entre esses assuntos, escolher uma mulher para compor o júri ao lado de João Marcelo Boscoli e Léo Chaves. Ainda sem entregar os detalhes, a Record já está com um teaser do reality. Estreia anunciada para fevereiro.

Homens trabalhando

Desde o final do ano passado, o canal de notícias BandNews vem funcionando em uma instalação provisória, na própria sede da Band, em São Paulo.

O seu estúdio principal passa por reformas e só voltará a ser utilizado em meados de março.

Séries 

Além de uma série de Marcílio Moraes, "Pigmalião do Brejo", também está nos planos da Record para esta temporada o projeto "Estranho Amor", em parceria com a produtora Visom Digital. 

Aborda o dia a dia de uma delegacia de defesa da mulher.

Vale reconhecer

Nunca, a dramaturgia da Record, em toda a sua história, atingiu níveis de atividade tão altos como nos dias atuais.

Além do que tem em cartaz, outros tantos trabalhos entre novelas e séries estão a caminho. Pode até haver críticas à forma, se discordar de uma coisa ou outra, mas que não está produzindo ninguém pode dizer.

Catarina Sousa
Giovanna Lancellotti e João Côrtes em "Eu Sou Mais Eu" Imagem: Catarina Sousa

Cinema

Giovanna Lancellotti e João Côrtes estarão juntos em "Eu Sou Mais Eu", filme de Pedro Amorim. Ela é Drica, a menina mais popular do colégio e João, o Cabeça, o cara mais nerd e zuado da escola e que tem uma queda por ela. 

Produção da Damasco Filmes e Universal Pictures, com estreia no dia 24.

Não voltou

A Igreja Universal esteve bem próxima de voltar a ocupar as madrugadas da Band, 3h às 6h da manhã.

Foi tudo conversado, combinado, mas nada assinado. Pelo menos até agora, nada. No horário continuam as reprises do "Jogo Aberto" e "Os Donos da Bola".

Linha divisória

Entre os membros da família Saad, existem divergências sérias sobre as pessoas que hoje ocupam cargos de comando na Rede Bandeirantes.

Está longe de haver um consenso. No que isso vai dar é que é a grande preocupação.

Victor Pollak/Globo
Elizabeth Savala, Mirtes, em "O Sétimo Guardião" Imagem: Victor Pollak/Globo

Maldade solta

Em "O Sétimo Guardião", Mirtes (Elizabeth Savala), continua a mesma: não perde a oportunidade de infernizar a vida da nora, Stella (Vanessa Giácomo), e do ex-genro, João Inácio (Paulo Vilhena). 

E, para garantir que o neto, Guilherme (Caio Manhente) fique longe do pai e de Stefânia (Carol Duarte), ela vai armar um plano que inclui sabotar a inauguração do novo restaurante de Tobias (Roberto Birindelli).

Ambiente

Caio Castro fez a alegria do pessoal da produtora Formata, quarta-feira, quando gravou uma participação especial na série "Os Roni", que estreia dia 18 de abril no Multishow.

Chegou ao "set" no horário combinado, texto na ponta da língua e deve ter batido um recorde de selfies. Como se não bastasse, ainda encarou a fila do bandejão com a maior naturalidade.       

Bate - Rebate

*    Sidney Magal será uma das atrações do "Tá Brincando", da Globo, neste sábado. 
*    Se o atual planejamento for obedecido, a estreia da nova versão de "Éramos Seis", na Globo, será em março de 2020.
*    Vitor Thiré acertou participação em "Órfãos da Terra", substituta de "Espelho da Vida" na Globo...
*    ..."Órfãos da Terra" que fará uma grande aposta na jovem atriz Guilhermina Libanio...
*    ...Ela deixou a atual "Malhação" especialmente para trabalhar nesta próxima das seis, como uma feminista, superantenada e filha da personagem de Emanuelle Araújo
*    Band confirmou ontem estreia de "O Aprendiz", com Roberto Justus, em março...
*    ...Ainda segundo a emissora, "todos os participantes serão influenciadores digitais".

*Colaborou José Carlos Nery