PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Flávio Ricco


Flávio Ricco

Cabrini entrevista policial apontado como testemunha-chave do caso Marielle

Roberto Cabrini entrevista testemunha-chave do caso Marielle no "Conexão Repórter" - SBT
Roberto Cabrini entrevista testemunha-chave do caso Marielle no "Conexão Repórter" Imagem: SBT
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

18/03/2019 00h05

Roberto Cabrini, no "Conexão Repórter" desta segunda, 23h45, no SBT, vai entrevistar o policial militar Rodrigo Jorge Ferreira, apontado como testemunha-chave do caso envolvendo as mortes da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes.
Ferreirinha, como é conhecido, fez parte de uma milícia [outro destaque da reportagem] na Zona Oeste do Rio.

Foi a primeira entrevista dada por ele a um jornalista.

A sua advogada, Camila Nogueira, também conversou com Cabrini, ela que acabou envolvida nas investigações.

O PM admite ter participado de uma das mais violentas milícias do Rio de Janeiro, mas agora diz ter saído do mundo do crime.

Seus inimigos, porém, afirmam que ele continua ativo, e que teria interesse em desbancar a liderança do grupo, Orlando Oliveira de Araújo.

Conhecido como Orlando de Curicica, ele é acusado pelo PM de ser o mandante da execução de Marielle, ao lado do vereador Marcelo Siciliano.

A seguir, trechos da entrevista que vai ao ar hoje:

Cabrini - Com toda sinceridade...quem matou Mariele Franco e Anderson Gomes?
Ferreira - Eu não tenho como responder categoricamente, mas posso responder que Orlando Curicica está envolvido.
Cabrini - É uma convicção?
Ferreira - É uma convicção.
Cabrini - Para você, Orlando Curicica foi mentor da morte de Marielle Franco?
Ferreira - Sim, sim. Foi o mentor.
Cabrini - Certeza?
Ferreira - Certeza.
Cabrini- Ele foi o mandante?
Ferreira - Foi.
Cabrini - Um dos?
Ferreira - Um dos, o articulador. Ele tem envolvimento na morte dela.
Cabrini - E o outro?
Ferreira - Marcelo Siciliano.
Cabrini - Por que você tem certeza do envolvimento de Marcelo Siciliano?
Ferreira - Pela conversa que eu escutei deles pessoalmente.

Segundo explicação do PM, Marielle foi "assassinada porque incomodava a milícia".

*Colaborou José Carlos Nery

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Flávio Ricco