Topo

Coluna

Flávio Ricco


Big Brother 19 tem maior faturamento da história em ações comerciais

"BBB", do Tiago Leifert, mais uma vez foi um grande sucesso comercial - Reprodução/TvGlobo
"BBB", do Tiago Leifert, mais uma vez foi um grande sucesso comercial Imagem: Reprodução/TvGlobo
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

13/04/2019 00h05

O "Big Brother Brasil 19" foi em frente e a Globo, novamente, comemora o seu sucesso comercial. Desde meados de março, um mês antes da grande final, não havia mais como atender novos anunciantes. Chega ao fim em grande estilo, como a edição de maior faturamento da história.

De acordo com o apurado, os projetos comerciais que incluíram a participação de marcas em provas, festas e celebrações foram responsáveis pelo crescimento de 84% nas receitas das ações de conteúdo em relação à edição anterior.

Foram 62 ações em parceria com 15 marcas, sendo 10 delas estreantes no reality show de confinamento. Consul, Coca-Cola, Sprite, Gillette, Supercell, Odonto Company, Santander, Burger King e iFood (os dois últimos, patrocinadores do "BBB") formaram o time de novos parceiros.

Por sua vez, Usaflex, Óticas Diniz, Embelleze, Fiat e Lojas Pompeia voltaram ao programa após ações em edições anteriores.

Entre as ações comerciais customizadas, destaque para o jantar de boas vindas dos Brothers, oferecido pela Coca-Cola logo no primeiro dia da atração; a primeira prova de resistência da edição, que durou mais de 19 horas e foi criada em parceria com a FIAT; os 10 'Almoço do Anjo' realizados na cozinha planejada montada pela Consul; e de uma ação inédita na final do programa, criada em parceria com o Santander.

Em tempo: a Globo já abriu inscrições para o "BBB20" e, desta vez, as seletivas vão passar por 10 cidades: Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Campo Grande (MS), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Goiânia (GO), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP).

Uma vez que a emissora abriu inscrições, consequentemente, já caíram por terra as possibilidades de a vigésima edição reunir só ex-participantes.

*Colaborou José Carlos Nery