Topo

Coluna

Flávio Ricco


Após baixas e reabertura de horário, Record busca novos autores de novelas

Sem parar: depois de "Topíssima" e "Jezabel",  Cristianne Fridman vai escrever "Amor sem Igual" - Michel Angelo
Sem parar: depois de "Topíssima" e "Jezabel", Cristianne Fridman vai escrever "Amor sem Igual" Imagem: Michel Angelo
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

19/08/2019 00h05

Depois de abandonar a chamada "zona de conforto" - a de só priorizar roteiros bíblicos - e voltar a investir em novelas contemporâneas, a Record se vê agora em meio a um problema: faltam autores renomados para desenvolver projetos para o horário das 20h.

Gustavo Reiz e Marcílio Moraes, que poderiam atuar por ali, não tiveram seus contratos renovados. O primeiro acertou com a Globo e o segundo deixou a casa há poucos dias.

Antes deles, vale lembrar, Renato Modesto e Vivian de Oliveira já haviam saído.

Como consequência e sem uma alternativa "para ontem", a Record não teve outra saída a não ser pedir socorro a Cristianne Fridman, autora de "Topíssima" e responsável, ainda, por "Jezabel". Será ela também a autora da próxima das oito, "Amor Sem Igual", já em fase de escalação de elenco.

O problema é que ninguém tem gás ou saúde para emendar tantos trabalhos seguidos, daí a necessidade de sair em busca de novos autores.

Por aí se incluem nomes da Globo pouco aproveitados no momento. É aguardar.

*Colaborou José Carlos Nery