Topo

Coluna

Flávio Ricco


Jornalismo do SBT sofre ingerência de Silvio Santos

O presidente Jair Bolsonaro em sua participação no "Programa Silvio Santos" - Divulgação/SBT
O presidente Jair Bolsonaro em sua participação no "Programa Silvio Santos" Imagem: Divulgação/SBT
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

28/10/2019 00h05

A interferência direta de Silvio Santos na programação do SBT vem de muito tempo. Ou desde que a ainda TV S passou a existir, com Magrão, Roberto Manzoni, como seu diretor responsável.

Já trocou filmes em cima da hora e interrompeu exibição de novela, poucos dias depois da estreia. Entre tantas.

Mas parava por aí. No mais sempre deixou correr.

Só que de uns anos para cá, o jornalismo também passou a ser alvo de sua intervenção direta e não só na parte artística, mas o conteúdo principalmente.

Não comentar noticiário já é uma ordem de muito tempo - "quem quiser comentar que compre a sua própria televisão e fale o que bem entender".

O desconforto com Rachel Sheherazade sempre se deu por causa disso.

Mas nunca foi tanto como agora.

A ordem, sem direito a qualquer contrário, é só divulgar notícias estritamente favoráveis ao atual governo, o que tem provocado enorme desconforto em todos os setores da sua redação. O contraponto ou ouvir dois lados nem pensar.

Tudo isso tem provocado um mal-estar, muitas vezes, incontrolável.

*Colaborou José Carlos Nery

Flávio Ricco