Topo

Coluna

Flávio Ricco


Série dirigida por Bruno Barreto turbina audiência do Canal Brasil

Bruno Barreto na direção de "Toda Forma de Amor". Ao fundo, Gabrielle Joie, protagonista da série. - Filipe Vasconcelos Vianna
Bruno Barreto na direção de "Toda Forma de Amor". Ao fundo, Gabrielle Joie, protagonista da série. Imagem: Filipe Vasconcelos Vianna
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

05/11/2019 00h05

Na sexta-feira, 25, na estreia de "Toda Forma de Amor", série dirigida pelo cineasta Bruno Barreto, o Canal Brasil viu sua audiência aumentar em 311% no horário em relação ao mesmo dia da semana anterior.

A exibição do primeiro episódio levou o canal a subir 19 posições no ranking, de acordo com o Kantar/Ibope.

"Toda Forma de Amor" é conduzida por relações amorosas que fogem ao formato típico de casal heterossexual, entrando no universo LGBTQI a partir de um grupo de terapia liderado pela psicóloga lésbica Hanna (Guta Ruiz).

Entre os integrantes, estão o gay e drag-queen Milinho (Daniel Infantini), a bissexual Clara (Christiana Ubach), o crossdresser Paulo (Eucir de Souza), a transexual lésbica Bianca (Wally Ruy) e a mulher trans Marcela (Gabrielle Joie), que se envolve com o empresário Daniel (Rômulo Arantes Neto).

A série ainda mostra a violência que as pessoas trans são vítimas, e o preconceito que as pessoas que não têm uma sexualidade ou gênero padrão precisam enfrentar na sociedade.

Em tempo: a atriz transexual Gabrielle Joie também é uma das atrações da novela "Bom Sucesso" na Globo, vivendo a personagem Michelly.

*Colaborou José Carlos Nery

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Flávio Ricco