PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Flávio Ricco


Há 62 anos, em 7 de fevereiro, Silvio Santos estreou na televisão

Silvio Santos no início da sua carreira - Arquivo
Silvio Santos no início da sua carreira Imagem: Arquivo
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

07/02/2020 19h07

Resumo da notícia

  • No rádio disputou um concurso de locutores com Chico Anysio
  • Mudando do Rio para São Paulo foi trabalhar na rádio Nacional
  • Primeira vez foi no dia 7 de fevereiro de 1958

Silvio Santos tem uma história de vida bem conhecida, já contada em inúmeros livros, versos e prosas, além do desejo de muitos em levar para o cinema.

Desde o primeiro lugar conquistado num concurso de locutores realizado pela rádio Guanabara, que também foi disputado por outros famosos como Chico Anysio e José Vasconcelos, até chegar aos dias atuais, quase tudo foi revelado e é do conhecimento da maioria.

Poucos, no entanto, sabem que foi num 7 de fevereiro de 1958, há 62 anos completados hoje, a sua primeira vez na televisão.

Já trabalhando na Organização Victor Costa e uma das vozes mais conhecidas da rádio Nacional, ele foi convidado para participar de um programa na TV Paulista.

Um programa de auditório, semanal, "Hit Parade", que ia ao ar às 9h da noite, ao vivo claro, com os grandes sucessos e direção do maestro Henrique Simonetti e isto com base nos dez discos mais vendidos.

Silvio Santos foi escolhido para ser o apresentador.

Jornal anuncia a primeira aparição de Silvio Santos na TV - Reprodução
Jornal anuncia a primeira aparição de Silvio Santos na TV
Imagem: Reprodução

No dia 7 de fevereiro de 1958, o jornal Correio Paulistano publicou a nota ao lado.

Depois, ainda na TV Paulista, também esteve à frente de "Quando os Maestros se Encontram", "Bolada Fik-Forte" e "O Grande espetáculo" ao lado de Cacilda Lanuza.

Só em 1962, como dono do horário, ele lançou o "Vamos brincar de forca".

*Colaborou José Carlos Nery

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Flávio Ricco