PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Flávio Ricco


Nova produção bíblica continua provocando mal-estar na Record

O ator Oscar Magrini será um dos protagonistas de "Gênesis" - Roberto Filho / Brazil News
O ator Oscar Magrini será um dos protagonistas de "Gênesis" Imagem: Roberto Filho / Brazil News
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

28/02/2020 00h05

Resumo da notícia

  • Novela tem um histórico de problemas ainda sem estrear
  • Interferência de Cristiane Cardoso, filha de Edir Macedo, provocou saída de autores
  • Roteiro de trabalho no Marrocos sofreu alterações

Muitos problemas continuam conturbando a ordem nos bastidores de "Gênesis", a nova produção bíblica da Record.

Longe de estrear, a novela já tem um histórico de encrencas que supera os limites do aceitável.

Desde troca de autores, devido à interferência de Cristiane Cardoso, melhor entrosamento com a produtora Casablanca e diferentes ordens disparadas das mais diferentes direções, de tudo já teve um pouco.

Estreia definida para abril, "Gênesis" ainda tem pela frente um roteiro de gravações no Marrocos. Só que, pelos inúmeros problemas existentes, também já foi inteiramente alterado. Pouca coisa do que se planejou no começo será possível colocar em prática.

O que se observa agora com "Gênesis" e em outras tantas realizações é que a Record consegue se atrapalhar com ela mesma.

A concorrência interna e a relação conflituosa entre muitos dos seus setores, em quase tudo, colocam-se sempre como os seus principais problemas.

Curiosamente, a informação na Teledramaturgia, é que essa novela é uma grande aposta do próprio Edir Macedo, dono da Record e líder da IURD.

*Colaborou José Carlos Nery

Flávio Ricco