PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Flávio Ricco


Ibope: consumo de TV dispara e jornalismo ganha destaque

Reprodução
Imagem: Reprodução
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

01/04/2020 00h05

Resumo da notícia

  • Kantar Ibope aponta crescimento do consumo de TV
  • Jornalismo passou a gerar mais conversas no Twitter
  • No fim de semana, 74% das pessoas assistiram a, pelo menos, 1 minuto de TV

O Kantar Ibope fez um levantamento sobre o impacto do novo coronavírus no consumo de TV. Com as pessoas confinadas para tentar se proteger, os números de audiência só aumentam como também o interesse por informação sobre a doença.

Após o registro de recordes nas últimas semanas, constata-se agora um período de adaptação das pessoas à nova realidade e estabilização dos patamares de audiência. Além disso, os programas de notícia ganham cada vez mais destaque nas redes sociais.

O Kantar Ibope montou três cenários para entender esse momento:

1º - O patamar de audiência se estabilizou no fim da última semana, com direito a leve alta;

2º - O dia 24 de março registrou a maior audiência dos últimos cinco anos. Esse dia também representou pico de audiência do mês de março;

3º - 76,5% dos domicílios estavam com ao menos um televisor ligado às 20h57 desse dia.

O Ibope aponta outro dado bem interessante. No Twitter o jornalismo da TV passou a gerar mais conversas.

Em todas as praças o instituto constatou mais pessoas assistindo televisão.

No fim de semana, por exemplo, nas 15 regiões metropolitanas aferidas pela empresa, 74% das pessoas assistiram a, pelo menos, 1 minuto de televisão.

Outro dado que merece atenção: onze das vinte maiores audiências diárias de TV nos últimos cinco anos aconteceram pós-crise do Covid-19 (a partir da segunda quinzena de março). Resultado direto da maior presença das pessoas em casa. O mundo se torna um Big Brother.

Em meio a isso, confira uma mudança importante nos gêneros mais comentados nas redes sociais.

Entre 1° e 7 de março o quadro era esse:

1º - Reality show, 2º - Novela, 3º - Série, 4º - Show e 5º - Jornalismo.

Já de 15 a 21 de março:

1º - Reality Show, 2º - Jornalismo, 3º - Novela, 4º Série e 5º Auditório.

O salto do jornalismo comprova que o público em casa aumentou seu interesse sobre tudo que cerca o novo coronavírus.

*Colaborou José Carlos Nery

Flávio Ricco