PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Flávio Ricco


Flávio Ricco

Silvio Santos manda tirar reprise do 'Primeiro Impacto' do ar

Marcão do Povo apresentando o jornal "Primeiro Impacto"  - Reprodução/ SBT
Marcão do Povo apresentando o jornal "Primeiro Impacto" Imagem: Reprodução/ SBT
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

20/05/2020 15h40

Resumo da notícia

  • Jornal sai do ar tão repentinamente como entrou
  • Fracasso de audiência foi determinante
  • A partir de amanhã volta o infantil "Bom Dia & Cia."

Durou pouco, só dois dias, a experiência do SBT em colocar o "Primeiro Impacto", em reprise, na faixa do almoço.

O fracasso de audiência foi determinante.

Para se ter uma ideia, hoje, em vários momentos, chegou a bater dois pontos.

Ou uma aventura malsucedida. A partir de amanhã, quinta-feira, o programa infantil "Bom Dia & Cia." voltará a ser exibido das 10h30 às 15h15.

Em se tratando do SBT, qualquer coisa pode acontecer a qualquer momento. A decisão de colocar a reprise do "Primeiro Impacto" no ar, na hora do almoço, foi tão repentina como foi o seu sumiço.

Entre os tantos defeitos apresentados, tem mais um: o da desinformação. Hoje, por exemplo, às 13h40, o jornal informava que o trânsito estava congestionado com direção à Baixada Santista.

Só que, naquela altura, não estava mais.

Informação errada.

Ela chegou a estar correta pela manhã, no momento em que o "Primeiro Impacto", inédito, foi exibido.

Como se vê, um jornal, para quem assistia naquele momento, totalmente errado, descabido e desinformado.

E o que é pior: constata-se que não tem ninguém cuidando dele.

Não há o menor tratamento e um mínimo de respeito com o telespectador.

A proposta, pelo que se viu, era colocar qualquer coisa no ar e um abraço. Deu nisso.

Por outro lado, mais uma vez se constata, no SBT, que mudanças repentinas, realizadas sem estudos, não levam a lugar nenhum e ainda comprometem o antes e o depois.

Derruba todo um trabalho e até mesma a parcela de público. Destrói em horas o hábito conquistado por meses ou anos. Desvaloriza todos os esforços da programação na luta pela audiência.

O único ponto positivo, se é que se pode encontrar algum, nesse caso da reprise do "Primeiro Impacto" é que o responsável foi o dono do SBT, Silvio Santos.

Ou seja, ninguém poderá ser responsabilizado pelo fracasso ou mandado embora por isso.

Resta saber qual será a sua próxima tacada nessa faixa dominada por Globo e Record. Para o bem da emissora, que seja feita ao menos com um pingo de planejamento.

* Colaborou José Carlos Nery

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Flávio Ricco