Topo

Coluna

Leo Dias


A rainha dos camarotes do Rock in Rio: "Não pago para famoso estar lá"

A promoter Carol Sampaio decide quem vai ser convidado para o Rock in Rio - Divulgação
A promoter Carol Sampaio decide quem vai ser convidado para o Rock in Rio Imagem: Divulgação
Leo Dias

Leo Dias é jornalista e apresentador do programa "Fofocalizando", do SBT. Foi correspondente internacional da rádio portuguesa RDP, passou pelas TVs Bandeirantes e RedeTV! e apresentou um programa na rádio FM O Dia, líder de audiência no Rio de Janeiro, onde entrevistava políticos, jogadores de futebol, dirigentes e muitos artistas. Assinou uma coluna de celebridades no jornal "O Dia" e também esteve nos jornais "Extra" e nas revistas "Contigo", "Chiques e Famosos", "Amiga" e "Manchete". Apesar dessa experiência, sempre se definiu como repórter, tamanha paixão pela apuração da notícia e pela vontade em produzir conteúdos exclusivos. Polêmico, controverso e dono de uma forte personalidade, Leo conquistou um público cativo por dar notas explosivas e audaciosas num mundo artístico mais conservador. Seu lema: "A fama tem um preço estou aqui para cobrar".

Colunista do UOL

24/09/2019 13h16

Nestes dias que antecedem o Rock in Rio, ela é mais cobiçada pelos famosos do que Drake, Bon Jovi, Pink ou Anitta. A empresária Carol Sampaio é responsável por nove espaços VIP do festival e convida as personalidades que estarão desfrutando destes espaços. Todos querem estar em sua lista, seja para curtir o festival como 'vipinho' ou o tão famoso 'vipão', espaço que oferece ainda mais regalias para os frequentadores.

A Coluna do Léo Dias conseguiu uma brecha na atribulada agenda de Carol e conversou com ela sobre a escolha dos famosos que são convidados para assistir aos shows. Ela revela que o Rock in Rio da 'geração de influencers' mudou o perfil dos escolhidos e diz que o número de seguidores no Instagram pode pesar, sim, na escolha das marcas na hora de selecionar as personalidades que estarão em seus espaços.

Ainda na entrevista, Carol diz que não precisa insistir e muito menos pagar para nenhum famoso ir ao Rock in Rio. E, com uma média de 150 convites por dia, ela também não consegue dar muitas regalias nem para as celebridades 'A' de sua lista: "O máximo que eu consigo, e na ponta do lápis, para alguém que seja muito top, são três convites. Ele e mais dois acompanhantes. E, mesmo assim, é bem difícil."

Com seu telefone tocando sem parar, a empresária —que neste ano conta com 57 pessoas trabalhando ao seu lado no Rock in Rio— se muda de casa nos dias do festival e se instala em um hotel em frente ao espaço: "Fico exclusiva do evento, não faço mais nada. Me mudo para o hotel mais perto para poder ter um pouco mais de tempo na hora de dormir. Saio de lá quase 6h e volto às 14h. Faço apenas uma refeição por dia. É uma vida insana durante o festival."

Leia a entrevista completa com Carol Sampaio:

COLUNA DO LEO DIAS - Como é que fica seu celular e sua vida nesta semana que antecede o Rock in Rio?

CAROL SAMPAIO - Muda tudo. Já tive que desmarcar todas as reuniões sobre qualquer outro assunto, tenho que ficar totalmente dedicada ao Rock in Rio. Estou cuidando de nove ou dez contas. O meu telefone realmente não para. Vira uma vida insana. Estou com uma equipe de 57 pessoas neste Rock in Rio. A gente se muda para lá na quinta-feira, no hotel Mercure, que fica em frente, e só volta para casa no dia 7 de outubro. Mudamos para dar uma ajudada no tempo de sono. Saímos de lá quase 6h da manhã e voltamos às 14h. Quase não dormimos e fazemos uma média de uma refeição por dia. Loucura!

Quais são os espaços de que você está cuidando no Rock in Rio? Como eles funcionam?

Graças a Deus estou em mais um ano de Rock in Rio com tudo dominado por mim [risos]. Faço a lista de convidados do espaço oficial vip, que a imprensa chama de 'vipão', mas eu não chamo. Vou fazer uma ação para a Red Bull, que também é patrocinadora do palco Sunset. Também faço os lounges de Ford, Doritos e Heineken. E abri uma empresa que se chama Stage Digital. Com ela vamos fazer também ações para Seara, Submarino, Colcci e Disney. Também estamos negociando com a Trident. Essas ações são em stands ou lojinhas. Levo influenciadores e formadores de opinião a esses lugares. Não são exatamente lounges para assistir aos shows.

Como funcionam essas ações? Você vai atrás de famosos e influenciadores e os contrata?

Convido para o evento em nome da marca, e os convidados participam de alguma ação. Não há contratação. Na Colcci, por exemplo, os convidados passam na loja da marca e customizam alguma jaqueta jeans, lá mesmo no Rock in Rio. Para a Seara temos a ação 'Bacon Lovers', em que os convidados degustam os produtos da Seara. São ações diferentes. A Disney é um caso a parte. Aí, sim, com contrato, que inclui Hugo Gloss e Ágatha Moreira.

Quais são os dias mais concorridos?

O dia 27 é o mais concorrido, sem dúvidas [show de Drake]. Depois vêm empatados os dias 29 de setembro [Bon Jovi], e 5 e 6 de outubro [Pink e Imagine Dragons, respectivamente]. Está realmente uma disputa bem grande.

Quantos convites do Rock in Rio você tem na sua mão por dia?

De lounge eu tenho uma média de cem convites por dia. De 'vipão' eu tenho em torno de 50 por dia.

Divulgação
Imagem: Divulgação

Quem você já fechou de convidado?

Posso passar alguns nomes. No lounge da Ford teremos Alinne Moraes, Carol Castro, Sérgio Malheiros e Sophia Abrahão, Alexandre Nero, Letícia Spiller, Márcio Garcia, Fernanda Gentil, Mateus Solano, Marcelo Serrado e Sheron Menezzes. No lounge Doritos: Renato Aragão, Arthur Aguiar, Juliana Alves, Leo Picon, Giovanna Lancellotti, Marina Moschen, Nathália Dill, Pocah e Rafael Zulu. No da Heineken: Daniel Rocha, Dani Calabresa, Vanessa Giácomo, Thaila Ayala e Renato Góes, Deborah Secco, Camila Queiroz e Klebber Toledo, Juliana Paes e Joaquim Lopes. E no vip do Rock in Rio estarão Thiaguinho, Fernanda Souza, Patrícia Poeta, Tadeu Schmidt, Ludmilla, Regina Casé, Paolla Oliveira, Luciana Gimenez, Lucas Jagger, Claudia Abreu, Cleo, Cris Vianna e João Vicente de Castro. São só alguns nomes.

A área do 'vipão' tem os nomes aprovados pela família Medina [fundadora do festival]?

Temos que pré-aprovar a lista com o Rock in Rio com o [Roberto] Medina. Existe também uma salinha vip da família. Normalmente Luciano Huck e Angélica ficam ali.

O mundo mudou muito em dois anos. O perfil do seu convidado também mudou? Digital influencers interessam mais do que atores para as marcas?

Mudou muito. A primeira mudança significativa é que antes eu tinha uma quantidade boa de convites para trabalhar considerando que eu só convidava celebridades. Hoje em dia, preciso dividir essa cota entre influenciadores e formadores de opinião. Fica bem mais difícil convidar e encaixar todo o mundo na mesma lista. É impressionante como alguns atores que bombavam em eventos antigamente, hoje já deixaram de ser prioridade. Isso tem muito a ver com o número de seguidores e a performance na mídia. Existe uma nova demanda. O número de seguidores no Instagram pesa, sim. Com certeza veremos alguns famosos diferentes no Rock in Rio por conta dessa mudança de perfil.

Tem celebridade que, por conta dessa onda de influencers, você não conhece?

Já teve, sim. É um mundo que eu precisei estudar um pouco, tive que me informar sobre o assunto. Chegou um nome para mim em uma das listas que eu nunca tinha visto, não fazia ideia quem era. De repente, fui pesquisar e vi que a pessoa tinha 7 milhões de seguidores. É um mundo a se estudar mesmo.

Alguém já foi convidado e te cobrou para ir ao Rock in Rio?

Não. Eu não pago nada para ninguém. A experiência do festival é o que leva o convidado. Só temos contratos em casos de ações, como é o da Disney neste ano. Fora isso ninguém ganha para assistir aos shows, não.

Qual é o máximo de convites que um famoso top ganha?

Olha, neste ano está tão concorrido que o máximo que a gente consegue dar de convites são três. A pessoa e mais dois acompanhantes. Isso está bem diferente de outros anos. E é na ponta do lápis, mesmo.

Tem alguma novidade muito grande tanto nos camarotes quanto nos lounges?

Uma novidade que está no evento é o Fuerza Bruta. Eles fizeram um espetáculo exclusivo para o Rock in Rio. No vip, a novidade é o restaurante Capim Santo que entra para fazer todo o bufê. Os lounges são meio que o mesmo perfil de sempre, cada um ativando sua marca e seu produto.

Várias festas acontecem na cidade nesta época do Rock in Rio. Você também cuida de alguma?

Eu fico contratada exclusivamente pelo Rock in Rio. Mas, na quinta-feira, que é um dia antes de o festival começar, eu ainda faço a abertura da Casa Sephora. Maluquice total esta semana. Operação de guerra. Mas eu sou exclusiva do Rock in Rio estes dias, não posso fazer mais nada fora isso.

*Com colaboração de Lucas Pasin

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Leo Dias