Topo

Coluna

Leo Dias


Luciana Vendramini se torna imortal da Academia de Artes de SP

Luciana Vendramini se torna imortal da Academia de Ciência Letras e Artes de São Paulo - Fred Pontes/Divulgação
Luciana Vendramini se torna imortal da Academia de Ciência Letras e Artes de São Paulo Imagem: Fred Pontes/Divulgação
Leo Dias

Leo Dias é jornalista e apresentador do programa "Fofocalizando", do SBT. Foi correspondente internacional da rádio portuguesa RDP, passou pelas TVs Bandeirantes e RedeTV! e apresentou um programa na rádio FM O Dia, líder de audiência no Rio de Janeiro, onde entrevistava políticos, jogadores de futebol, dirigentes e muitos artistas. Assinou uma coluna de celebridades no jornal "O Dia" e também esteve nos jornais "Extra" e nas revistas "Contigo", "Chiques e Famosos", "Amiga" e "Manchete". Apesar dessa experiência, sempre se definiu como repórter, tamanha paixão pela apuração da notícia e pela vontade em produzir conteúdos exclusivos. Polêmico, controverso e dono de uma forte personalidade, Leo conquistou um público cativo por dar notas explosivas e audaciosas num mundo artístico mais conservador. Seu lema: "A fama tem um preço estou aqui para cobrar".

Colunista do UOL

30/10/2019 01h59

A atriz Luciana Vendramini, um dos principais símbolos sexuais dos anos 80, agora é uma imortal da Academia de Ciências, Letras e Artes de São Paulo. Ela foi agraciada com a honraria em cerimônia realizada nesta terça-feira (29), na Assembleia Legislativa paulista. Luciana vai ocupar a cadeira de número 2, que tem como patronesse a atriz Cleyde Yáconis. Coincidentemente, as duas trabalharam juntas em 'Vamp', primeira novela de Vendramini.

Outras celebridades também foram homenageadas pela instituição. O apresentador do programa Primeiro Impacto, do SBT, Dudu Camargo recebeu o diploma de mérito histórico e cultural, mesma homenagem prestada ao ator Oscar Magrini por seus 30 anos dedicados à arte.

* Com colaboração de Geizon Paulo

Fred Pontes/Divulgação
Imagem: Fred Pontes/Divulgação

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Leo Dias