PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Leo Dias


Leo Dias

A "liberdade de expressão" do SBT varia conforme o apresentador

Rachel Sheherazade, Marcão do Povo e Livia Andrade - Reprodução/Montagem UOL
Rachel Sheherazade, Marcão do Povo e Livia Andrade Imagem: Reprodução/Montagem UOL
Blog do Leo Dias

Notícias exclusivas sobre o mundo das celebridades e os bastidores do show business no Brasil.

Colunista do UOL

08/04/2020 13h25

Agora há pouco, o SBT emitiu uma nota oficial sobre as insanidades ditas por Marcão do Povo na edição desta quarta-feira (08) do "Primeiro Impacto", em que ele usa o termo "campo de concentração" para reunir no Brasil os infectados pelo coronavírus. Segundo a emissora, Marcão tem "total liberdade de expressão".

A Coluna do Leo Dias achou a retórica da assessoria bonita, mas se deu conta que essa tal "liberdade" só vale mesmo para as asneiras de Marcão. Duas apresentadoras da emissora foram censuradas após emitirem suas opiniões próprias: Lívia Andrade e Rachel Sheherazade.

Por que será que o SBT trata de maneira distinta o funcionário homem das empregadas mulheres?

No dia 27 de março Lívia Andrade foi sumariamente afastada do "Fofocalizando" após cometer um erro de informação, mas vale ressaltar que ela se desculpou publicamente logo depois.

E o que falar de Sheherazade, coitada. Ela já perdeu o direito de apresentar às sextas e tem todos os seus textos passados por um crivo antes de irem ao ar.

Essa é a tal "liberdade de expressão"?

Leo Dias