PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Leo Dias


Por que a maior cantora do país, Marilia Mendonça, lançou um clipe caseiro?

Marília Mendonça no clipe "Vira Homem" - Reprodução/Youtube
Marília Mendonça no clipe 'Vira Homem' Imagem: Reprodução/Youtube
Leo Dias

Leo Dias é jornalista e diretor-executivo do "TV Fama", da Rede TV!. Foi correspondente internacional da rádio portuguesa RDP, passou pelas TVs Bandeirantes e RedeTV! e apresentou um programa na rádio FM O Dia, líder de audiência no Rio de Janeiro, onde entrevistava políticos, jogadores de futebol, dirigentes e muitos artistas. Assinou uma coluna de celebridades no jornal "O Dia" e também esteve nos jornais "Extra" e nas revistas "Contigo", "Chiques e Famosos", "Amiga" e "Manchete". Apesar dessa experiência, sempre se definiu como repórter, tamanha paixão pela apuração da notícia e pela vontade em produzir conteúdos exclusivos. Polêmico, controverso e dono de uma forte personalidade, Leo conquistou um público cativo por dar notas explosivas e audaciosas num mundo artístico mais conservador. Seu lema: "A fama tem um preço estou aqui para cobrar".

Colunista do UOL

05/05/2020 13h48

Mesmo com o status de maior cantora do momento no Brasil, Marília Mendonça não é conhecida por criar diversos videoclipes com superproduções. Ela gosta do simples. O que ela faz, e muito bem, é registrar shows e lançar trechos no Youtube, como no consagrado projeto "Todos os Cantos", onde grava uma música inédita em cada capital do Brasil. Mas por que então, em plena pandemia, a maior artista do país resolveu gravar um clipe e mostrar parte de sua casa?

O resultado foi o lançamento de "Vira Homem", clipe que em menos de uma semana de lançamento já alcança 6 milhões de visualizações.

A Coluna do Leo Dias apurou que a ideia do clipe surgiu recentemente, e foi uma espécie de 'adaptação' ao projeto 'Todos os Cantos'. Sem poder registrar seus shows por aí e dar continuidade nos lançamentos, Marília encontrou na simplicidade a resposta para retratar o momento: gravar a próxima faixa sozinha em sua casa, com imagens de celular, e com cada músico também em sua casa, respeitando as ordens de saúde contra o coronavírus.

Marília entendeu como se reinventar e registrar o momento. E, mais do que isso, ela compreendeu que este novo cenário na música pode durar. Que pode ser algo não tão passageiro. E se adaptou, fazendo questão de registrar que, no meio de um projeto grandioso, surgiu uma pandemia, e por isso um clipe em casa, e não na rua, sem aglomerações.

A produção do clipe foi definida por áudios do Whatsapp, reuniões on-line, e muita liberdade para cada músico criar a sua parte nas imagens.

Marília mostrou que é capaz de se adaptar facilmente sem deixar que um grande projeto tenha fim.

Adaptação é a palavra do momento, e ela resume tudo isso muito bem: "Não precisamos parar nossas vidas, nossos projetos, precisamos é repensá-los e seguir em frente. Nem eu e nem meu rebanho vamos passar a quarentena sem sofrência, isso eu garanto."

*Com colaboração de Lucas Pasin

Leo Dias