PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Leo Dias


Leo Dias

Regina Duarte chamou seguranças para tentar coagir equipe da CNN Brasil

Regina Duarte durante entrevista à CNN Brasil - Reprodução/CNN
Regina Duarte durante entrevista à CNN Brasil Imagem: Reprodução/CNN
Leo Dias

Leo Dias é jornalista e diretor-executivo do "TV Fama", da Rede TV!. Foi correspondente internacional da rádio portuguesa RDP, passou pelas TVs Bandeirantes e RedeTV! e apresentou um programa na rádio FM O Dia, líder de audiência no Rio de Janeiro, onde entrevistava políticos, jogadores de futebol, dirigentes e muitos artistas. Assinou uma coluna de celebridades no jornal "O Dia" e também esteve nos jornais "Extra" e nas revistas "Contigo", "Chiques e Famosos", "Amiga" e "Manchete". Apesar dessa experiência, sempre se definiu como repórter, tamanha paixão pela apuração da notícia e pela vontade em produzir conteúdos exclusivos. Polêmico, controverso e dono de uma forte personalidade, Leo conquistou um público cativo por dar notas explosivas e audaciosas num mundo artístico mais conservador. Seu lema: "A fama tem um preço estou aqui para cobrar".

Colunista do UOL

07/05/2020 20h19

A constrangedora entrevista de Regina Duarte para o telejornal 360º, da CNN Brasil, teve momentos ainda mais pesados dos que os exibidos pelo canal de notícias. Assessores e seguranças da Secretaria Especial de Cultura chegaram a entrar no gabinete onde a entrevista estava sendo feita, numa tentativa de coagir os jornalistas a abreviarem sua participação.

Nos momentos finais da participação da atriz, a voz de um dos membros de sua equipe chegou a vazar no ar. Em voz alta, um homem bradava que o que estava acontecendo "era uma falta de respeito" (veja no vídeo abaixo, em 1min 13seg).

A Coluna do Leo Dias apurou que os profissionais da Redação da CNN Brasil ficaram perplexos com o comportamento de Regina Duarte. Desde o início, ela estava ciente de que sua participação contaria com intervenções de Reinaldo Gottino e Daniela Lima, âncoras do 360º.

A atriz, porém, se indignou com as perguntas da dupla e passou a fingir que não tinha sido comunicada previamente, e que só havia aceitado conceder uma entrevista ao jornalista Daniel Adjuto, correspondente de Brasília. Em dado momento, ela chegou a perguntar ao vivo para ele quem eram as pessoas que estavam se metendo na sabatina.

Daniel Adjuto, de fato, foi o responsável por intermediar a participação de Regina Duarte na CNN Brasil. Eles se conheceram em um voo, há alguns dias, e atriz havia demonstrado ter simpatia por seu trabalho. Em nenhum momento, entretanto, foi prometido que seria uma entrevista apenas com ele.

Constrangido com o comportamento inesperado, que se recusou a responder todas as perguntas formuladas pela emissora, Adjuto optou por abreviar a entrevista, justificando que o corte estava sendo feito "pela saúde da Secretária".

Após o término do 360º, o âncora Reinaldo Gottino foi ao Twitter para lamentar o episódio. "Maitê Proença fez um vídeo hoje com um pedido, para que Regina Duarte ouvisse os artistas que sofrem com a pandemia. Ela nem quis ouvir a colega de trabalho", lamentou.

A Coluna do Leo Dias também entrou em contato com a direção da CNN Brasil. Por meio de uma nota enviada pelo departamento de Comunicação, a cúpula do canal também lamentou o episódio e explicou a situação. Confira a íntegra do comunicado:

"A CNN Brasil esclarece que a Secretária de Cultura, Regina Duarte, interrompeu a entrevista exclusiva concedida ao âncora Daniel Adjuto no final da tarde de hoje, dia 7, no programa 360º.

A interrupção aconteceu quando foi exibido um depoimento da atriz Maitê Proença, solicitado pelo canal no início da tarde de hoje, para debater as questões do setor cultural no Brasil. A Secretária entendeu que o vídeo de Maitê se tratava de uma gravação antiga e decidiu encerrar sua participação.

A CNN lamenta o episódio e reafirma seu compromisso de sempre ouvir todos os lados para informar melhor o País".

*Com colaboração de Gabriel de Oliveira.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Leo Dias