PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Leo Dias


Leo Dias

Felippe Valadão e família estão com suspeita de Covid-19: '3 dias na cama'

O pastor Felippe Valadão, a mulher Mariana Valadão e os filhos Davi, Tito e Bella - Reprodução/Instagram
O pastor Felippe Valadão, a mulher Mariana Valadão e os filhos Davi, Tito e Bella Imagem: Reprodução/Instagram
Leo Dias

Leo Dias é jornalista e diretor-executivo do "TV Fama", da Rede TV!. Foi correspondente internacional da rádio portuguesa RDP, passou pelas TVs Bandeirantes e RedeTV! e apresentou um programa na rádio FM O Dia, líder de audiência no Rio de Janeiro, onde entrevistava políticos, jogadores de futebol, dirigentes e muitos artistas. Assinou uma coluna de celebridades no jornal "O Dia" e também esteve nos jornais "Extra" e nas revistas "Contigo", "Chiques e Famosos", "Amiga" e "Manchete". Apesar dessa experiência, sempre se definiu como repórter, tamanha paixão pela apuração da notícia e pela vontade em produzir conteúdos exclusivos. Polêmico, controverso e dono de uma forte personalidade, Leo conquistou um público cativo por dar notas explosivas e audaciosas num mundo artístico mais conservador. Seu lema: "A fama tem um preço estou aqui para cobrar".

Colunista do UOL

11/05/2020 18h27

O pastor e cantor evangélico Felippe Valadão e sua família estão com suspeita do novo coronavírus. A mulher do teólogo, a também pastora e cantora gospel Mariana Valadão, e dois dos três filhos do casal também estão com sintomas da doença.

"Estamos com todos os sintomas, mas bem e usando todos os medicamentos em casa. Não tivemos problema de respiração e todas as providências foram tomadas", contou Felippe em conversa com a Coluna do Leo Dias.

Felippe é muito conhecido no meio gospel e costuma receber muitos jogadores de futebol em sua igreja, a Lagoinha de Niteró, na região metropolitana do Rio de Janeiro. Já Mariana Valadão ficou conhecida mundialmente ao fazer parte da banda Diante do trono. Eles são pais de Tito, Davi e Bella, a caçula do casal.

"O mais velho, Tito, está com alguns sintomas, mas todos estão bem, nós estamos 'de boa'. A gente já ficou ruim, os três primeiros dias foram bem fortes de ficar pra baixo e na cama o dia inteiro. É como se fosse uma gripe forte", conta Felippe que compara os sintomas da Covid-19 com a dengue: "A sensação que tenho agora é de que é um pouco mais fraca que a dengue, dor no corpo forte e febre persistente".

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Leo Dias