Topo

Coluna

Mauricio Stycer


Por que Yohana é a personagem mais aleatória da teledramaturgia em 2019

Yohana salvou a vida de Teo, mas não aguentou ouvir o cretino dizer que ama a vilã Josiane - Globo
Yohana salvou a vida de Teo, mas não aguentou ouvir o cretino dizer que ama a vilã Josiane Imagem: Globo
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer

Mauricio Stycer é jornalista desde 1985. Repórter e crítico do UOL, colunista da Folha de S.Paulo, passou por Jornal do Brasil, Estadão, Folha, Lance!, Época, CartaCapital, Glamurama Editora e iG. É autor de "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018).

Colunista do UOL

16/11/2019 00h13

A policial Yohana (Monique Alfradique) entrou em "A Dona do Pedaço" já na parte final para fazer um contraponto a Camilo (Lee Taylor), um investigador totalmente maluco, que mantém a mulher, Vivi (Paolla Oliveira), aprisionada em casa. O problema é que a investigadora é quase tão doida quanto o seu colega.

Mal apareceu na novela, Yohana se encantou por Teo (Rainer Cadete), o fotógrafo sem autoestima, apaixonado por Josiane, a mulher que o enganou a novela inteira e, nesta reta final, tentou matá-lo duas vezes. A investigadora salvou o cretino no hospital. Ela chegou ao quarto instantes depois de a vilã ter desconectado Teo dos aparelhos que o mantinham vivo.

O fotógrafo comprovou que tem déficit cognitivo no julgamento de Josiane. Após revelar que ela tentou matá-lo, disse que ama a vilã, apesar de tudo. Yohana não aguentou tamanha idiotice e partiu para outra.

Nesta sexta-feira (15), Yohana demonstrou que é a personagem mais aleatória da teledramaturgia brasileira em 2019. Ela surgiu em cena diante do leito hospitalar de Márcio (Anderson Di Rizzi), outro pateta da história. Do nada, absolutamente, a policial se mostrou insinuante e acompanhou o rapaz até a sua casa.

Como foi ocorrer esta situação? Marcio impediu o casamento de Kim (Monica Iozzi) com Paixão (Duda Nagle). Ao fazer isso, levou um soco do boxeador e foi ao chão, nocauteado.

A desculpa para Yohana surgir no hospital é que a agressão no casamento teria gerado uma ocorrência policial e a investigadora se prontificou a ouvir a versão de Marcio para o caso. Tudo naturalmente absurdo, como é praxe em "A Dona do Pedaço".

Enfim, Yohana é mais uma personagem inútil, em busca de um namorado, na novela das 21h30. Espero que alcance o seu objetivo. E gostaria que o Domingão do Faustão premiasse, no seu "melhores do ano", os personagens mais aleatórios. Monique Alfradique ganharia fácil em 2019.

* * *
Ouça o podcast UOL Vê TV, a mesa-redonda sobre televisão com os colunistas Chico Barney, Flávio Ricco e Mauricio Stycer. Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas de áudio.

Siga a coluna no Facebook e no Twitter.

Mauricio Stycer