PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Mauricio Stycer


BBB20 corrige erro e dá satisfação ao público sobre cena que gerou protesto

Convocada ao confessionário, Bianca Andrade disse que Petrix não causou nenhum desconforto a ela - Reprodução/TV Globo
Convocada ao confessionário, Bianca Andrade disse que Petrix não causou nenhum desconforto a ela Imagem: Reprodução/TV Globo
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer

Mauricio Stycer é jornalista desde 1985. Repórter e crítico do UOL, colunista da Folha de S.Paulo, passou por Jornal do Brasil, Estadão, Folha, Lance!, Época, CartaCapital, Glamurama Editora e iG. É autor de "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018).

Colunista do UOL

27/01/2020 05h01

Fato pouco comum, a direção do "BBB" reconheceu um erro cometido na edição de sábado (25) e procurou corrigi-lo um dia depois, neste domingo (26). O programa que resumiu os acontecimentos na primeira festa do reality não havia achado necessário se deter numa cena-chave: o momento em que Petrix sacode o corpo de Bianca e apalpa os seus seios.

Na visão de muitos espectadores, que foram às redes sociais protestar, o ginasta assediou a influencer, que estava bêbada. As reclamações aumentaram após o assunto ser ignorado no programa de sábado.

Neste domingo, o apresentador Tiago Leifert abriu o programa informando: "Antes de falarmos sobre paredão, vamos conversar sobre ontem. Duas cenas exibidas aqui no programa causaram questionamentos por parte de alguns telespectadores. Vamos rever as duas cenas agora."

A segunda cena a que ele se referiu produziu menos protestos - um leve empurrão de Bianca em Rafa durante uma discussão surreal na mesma festa. "Como Bianca e Rafaela não foram ao confessionário depois dos fatos, o BBB chamou as duas ao confessionário para conversar", disse Leifert.

Petrix aperta Bianca durante a primeira festa do BBB20  - Reprodução/TV Globo
Petrix aperta Bianca durante a primeira festa do BBB20
Imagem: Reprodução/TV Globo

No confessionário, Bianca foi questionada por alguém da produção do BBB (a voz não foi identificada). "O que você lembra da festa? Você lembra que dançou forró, um xote, com Petrix? Vocês estavam dançando, no final da dança vocês se abraçaram, ele sugeriu estalar a sua coluna, pediu para você relaxar um pouco, respirar... Ele foi, te apertou e, ao final, te sacudiu um pouco, chacoalhou o seu corpo. Eu preciso saber se ali, naquele momento, te causou algum desconforto?"

Bianca respondeu: "Não, não. Zero. E outra, a intenção com certeza era me animar, era o bem". Em resposta, o representante do BBB disse: "Qualquer momento que você se lembre, se sinta com desconforto com alguma coisa, nós estamos sempre aqui".

Com Rafa, ele disse: "Durante a discussão, houve até algum contato físico entre vocês. Você considera que naquele momento houve alguma agressão física que mereça alguma atenção especial do programa?" E ela respondeu: "Não, não acho. Tinha muita coisa ali. Tinha a bebida, ela acabou se alterando, não acho que foi uma agressão".

Por fim, Leifert observou: "Mesmo com as respostas das duas participantes, o BBB reanalisou as imagens e concluiu que não há elementos suficientes para punir os participantes. Continuaremos aqui atentos, como sempre, e agradecemos a preocupação de todos vocês que se manifestaram. Muito obrigado. Estamos à disposição. Jogo que segue."

A transparência da direção do "BBB", ainda que com atraso de 24 horas, é elogiável. Corrige um erro e sinaliza a vontade de dialogar mais abertamente com os espectadores e, também, com os patrocinadores, cada vez mais sensíveis à repercussão do que acontece na TV. Numa edição em que o programa busca dialogar diretamente com o universo das redes sociais, seria desastroso tapar os ouvidos para as reclamações.


O lado B do BBB (documentário)

Mauricio Stycer