PUBLICIDADE
Topo

BBB admite que tema do machismo rendeu, mas pede atenção a outras histórias

Antes da eliminação de Hadson, Tiago Leifert disse que outras histórias estão surgindo no BBB 20 - Reprodução/TV Globo
Antes da eliminação de Hadson, Tiago Leifert disse que outras histórias estão surgindo no BBB 20 Imagem: Reprodução/TV Globo
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer

Mauricio Stycer é jornalista desde 1985. Repórter e crítico do UOL, colunista da Folha de S.Paulo, passou por Jornal do Brasil, Estadão, Folha, Lance!, Época, CartaCapital, Glamurama Editora e iG. É autor de "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018).

Colunista do UOL

12/02/2020 00h11

O comportamento machista e eventualmente abusivo de alguns participantes foi o assunto principal do "BBB 20" nestas suas primeiras três semanas. Não à toa, o público não teve muitas dúvidas em eliminar, em sequência, o surfista Lucas Chumbo, o ginasta Petrix Barbosa (advertido pela direção) e o ex-jogador de futebol Hadson Nery.

Ainda há na casa homens cujo comportamento machista tem sido alvo de críticas tanto das mulheres confinadas quanto do público. Falo dos amigos Felipe Prior, salvo do paredão nesta terça, e Lucas Gallina, além de Pyong Lee, que na última festa tentou beijar meninas a força e foi advertido pela direção do programa.

Mas, um pouco antes de anunciar a eliminação de Hadson, Tiago Leifert deu a entender que este assunto está perto do esgotamento. O seu discurso não foi direto ao ponto, mas deixou no ar esta sugestão — que, ao menos, o reality não fique limitado a apenas um tema, como está até agora.

"O recado de hoje é para quem fica. Porque o BBB tá vivo, tá vivaço, gente. Tá andando muito rápido. O BBB a cada minuto muda. E talvez tenha outras histórias surgindo e você pode ser atropelado por essa história a qualquer momento se você ficar se prendendo numa só", disse.

"O jogo anda. Pode ser que ele continue por mais duas ou três semanas, mas tem outras coisas acontecendo que você não tá nem vendo. E você vai ficar tão presinho na sua bolha que o jogo vai andar e você de repente vai falar: 'Eita, o que aconteceu com essa casa?'."

E finalizou: "Porque as informações ficam velhas muito rápido e vocês vão escrever daqui a pouquinho um outro capítulo. Então, vocês que vão ficar, o que vocês me contam?"

Concordo com Leifert que o "BBB 20" precisa ter outros assuntos. A discussão sobre machismo já rendeu momentos memoráveis e nada impede que continue em pauta. Mas o reality vai até 23 de abril. Esperamos nos divertir com outros tópicos também.

O lado B do BBB

Mauricio Stycer