PUBLICIDADE
Topo

Jornalismo da Globo no Piauí entra em quarentena e Recife produz noticiário

Marcelo Magno no Jornal Nacional (Divulgação/TV Globo) - Reprodução / Internet
Marcelo Magno no Jornal Nacional (Divulgação/TV Globo) Imagem: Reprodução / Internet
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer

Mauricio Stycer é jornalista desde 1985. Repórter e crítico do UOL, colunista da Folha de S.Paulo, passou por Jornal do Brasil, Estadão, Folha, Lance!, Época, CartaCapital, Glamurama Editora e iG. É autor de "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018).

Colunista do UOL

20/03/2020 17h52

A situação do jornalista Marcelo Magno, de 37 anos, diagnosticado com coronavírus e internado em estado grave no Piauí, levou o departamento de jornalismo da Rede Clube a entrar em quarentena. É a primeira vez, desde que a pandemia alcançou o Brasil, que uma redação jornalística suspende totalmente as suas atividades.

Numa solução de emergência, a Globo Recife passa a ser responsável provisoriamente pela produção de jornalismo a ser exibida pela filial da Globo em Teresina. O telejornal local do início da noite, já nesta sexta-feira (20), será o NE 2 - com notícias do Recife e de Teresina.

Como muitos companheiros de Magno têm sintomas de resfriado e gripe, o secretário de Saúde orientou que a redação ficasse em casa até que o quadro se torne mais claro. Magno, que apresenta o PITV 1ª Edição e integrou o rodízio de apresentadores do Jornal Nacional, está há quatro dias internado na UTI de um hospital particular de Teresina. Os exames feitos hoje registram melhoras no seu quadro.

A TV Clube tem 182 funcionários - 95 profissionais na redação. Eles produzem seis programas, todos suspensos. De segunda a sexta, os telejornais "Bom Dia Piauí", "Pi TV 1ª Edição" e "PI TV 2ª Edição". Aos sábados o "Bom Dia Sábado" e "Piauí de Riquezas". E aos domingos, "Clube Rural".

Só permanecem na TV Clube, no momento, três pessoas, responsáveis por colocar a programação (e a publicidade local) no ar.

Muita gente teve contato com Magno antes que fosse detectada a sua contaminação. É o caso do diretor de jornalismo, Claudinei Moreira, que está em casa, de quarentena. Ele tem os sintomas do coronavírus, mas ainda não recebeu o resultado do exame. E também do presidente da TV Clube, Segisnando Alencar, que testou positivo.

Os funcionários sem sintomas vão cumprir quarentena de sete dias. Os que apresentam sintomas vão ficar afastados por 14 dias.

A TV contratou um infectologista para acompanhar a situação dos funcionários de perto. Neste sábado, uma empresa vai desinfetar as instalações da TV Clube.

Magno tem uma história longa no jornalismo. Ele começou com apenas 14 anos, como estagiário da Rádio Clube FM, ligada à emissora filiada à Globo. Em 2001, foi efetivado como repórter, aos 19 anos, e permaneceu na função até 2007, quando foi promovido a apresentador - ele também é editor-chefe do Piauí TV1.

A jornalista Priscilla Castro, que dividiu a apresentação do Jornal Nacional com Marcelo Magno no último dia 7 de março, está bem de saúde. Em contato com o UOL, Priscilla informou que não está com sintoma nenhum de gripe, mas decidiu se isolar por questões de segurança da família e de quem convive com a apresentadora da Globo no Pará.

Mauricio Stycer