PUBLICIDADE
Topo

Netflix vai baixar tráfego de dados e fala em "pequena queda na qualidade"

Um dos mais recentes lançamentos da Netflix no país foi o reality "The Circle Brasil" - Reprodução / Internet
Um dos mais recentes lançamentos da Netflix no país foi o reality "The Circle Brasil" Imagem: Reprodução / Internet
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer

Mauricio Stycer é jornalista desde 1985. Repórter e crítico do UOL, colunista da Folha de S.Paulo, passou por Jornal do Brasil, Estadão, Folha, Lance!, Época, CartaCapital, Glamurama Editora e iG. É autor de "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018).

Colunista do UOL

25/03/2020 11h58

Assim como a Globoplay, a Netflix tomou a iniciativa de anunciar medidas para aliviar o consumo de dados da internet no Brasil. A empresa diz que é possível reduzir o tráfego em 25% sem comprometer a resolução contratada pelos assinantes.

Trata-se de uma resposta ao aumento do consumo de dados da internet no país nos últimos dias. A causa, como se sabe, é o fato de milhões de pessoas estarem em casa, em quarentena forçada pela pandemia de coronavírus.

"Se você estiver particularmente interessado na qualidade do vídeo, poderá notar uma pequena queda na qualidade em cada resolução. Mas você ainda receberá a resolução de vídeo pela qual pagou", diz a Netflix.

"Nós vamos aliviar os provedores que oferecem o serviço em grandes áreas de quarentena imposta pelo governo, proporcionando a redução de tráfego de 25% que iniciamos na Europa", acrescenta.

No domingo, a Globoplay comunicou que iria suprimir temporariamente as transmissões nos perfis de resoluções mais altas como 4K e Full HD (1080p). E disse esperar que seu movimento fosse "acompanhado por outros provedores de serviços na Internet, especialmente os de streaming".

"A medida tem como objetivo gerar um perfil de consumo de tráfego mais conservador para evitar um possível colapso da infraestrutura de troca de tráfego público e também garantir uma experiência de qualidade em todas as plataformas", disse a Globo.

Mauricio Stycer