PUBLICIDADE
Topo

"Sob Pressão" volta em 2021 com morte na equipe médica por covid-19

Marjorie Estiano (Carolina) e Júlio Andrade (Evandro), os protagonistas da série "Sob Pressão", cuja quarta temporada estreia em 2021 - Divulgação
Marjorie Estiano (Carolina) e Júlio Andrade (Evandro), os protagonistas da série "Sob Pressão", cuja quarta temporada estreia em 2021 Imagem: Divulgação
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer

Mauricio Stycer é jornalista desde 1985. Repórter e crítico do UOL, colunista da Folha de S.Paulo, passou por Jornal do Brasil, Estadão, Folha, Lance!, Época, CartaCapital, Glamurama Editora e iG. É autor de "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018).

Colunista do UOL

16/05/2020 07h01

A quarta temporada de "Sob Pressão", prevista para 2021, foi uma das novidades apresentadas pela Globo no Virtual Screenings 2020, um evento internacional destinado a negócios do mercado audiovisual.

Trata-se de uma boa notícia e confirma que a emissora mudou mesmo - e muito - de opinião sobre a série. Em abril de 2019, ao lançar a terceira temporada, a Globo comunicou que seria a última. "A exemplo do que ocorre com diversos outros produtos, os ciclos se encerram e novos projetos surgem nessa nossa grade dinâmica e diversa", disse na ocasião.

Alguns meses depois, em julho, perto do fim da excelente terceira temporada, foi informado que a emissora voltou atrás e encomendou uma quarta fornada de episódios. O colunista Flavio Ricco disse que a previsão era retomar a exibição em 2021, deixando 2020 para que os atores desenvolvessem outros projetos.

Esta semana, em entrevista à "Variety", a mais importante publicação americana voltada ao mercado audiovisual, o principal roteirista de "Sob Pressão", Lucas Paraizo, deu detalhes sobre a próxima temporada daquela que considero a melhor série da Globo em exibição.

Paraizo confirmou uma informação divulgada anteriormente, que a nova temporada vai tratar da pandemia de coronavírus, mas acrescentou um detalhe que não era conhecido. Ele revelou que um dos integrantes da equipe médica ("one of our medical staff ") vai morrer. Sem dar detalhes, o roteirista explicou:

"Sim, na maneira como a história fala sobre como lidar com a tragédia em sua vida pessoal, não quero dar spoilers, mas uma pessoa da equipe médica morrerá", antecipou.

"Precisamos mostrar como a tragédia alcança os médicos, porque isso está acontecendo muito no Brasil. O que falta hoje são profissionais na linha de frente. Temos que falar sobre a necessidade de formar e educar mais médicos, criar mais boas escolas de medicina", acrescentou o roteirista.

Falando sobre o significado da série, Paraizo observou: "Nosso hospital não é apenas para curar doenças, mas violência, problemas de higiene básica e assim por diante". E pontuou: "O que enfrentamos hoje não é apenas uma crise de coronavírus. O verdadeiro problema que enfrentamos são todas as diferenças sociais em nosso país, vistas aqui em um hospital."

Escrevendo a quarta temporada, Paraizo diz que repensou alguns valores: "Com repensar os valores, eu acrescentaria esperança. Não como uma fuga da realidade, mas a esperança no sentido de olhar um para o outro, a esperança que está dentro de você", disse.

"O que quero sugerir às pessoas é que a solução para a crise humanista comece com você. As pessoas ainda não perceberam isso. Eles esperam que governos, outras organizações façam algo e estão fazendo. Mas a questão é o que eu posso mudar."

Stycer recomenda

. UOL Vê TV #27: Programas de auditório não terão mais estrutura como Faustão

. Lurdes é um oásis de amor em meio a tanta coisa terrível, diz Regina Casé

. Prorrogação da quarentena em SP e Rio derruba cenário 'otimista' da Globo

. Jerry Stiller foi o segundo ator a viver o pai de George em Seinfeld; veja

Melhor da semana
Em alta, Babu Santana é disputado por três produções da Globo

Pior da semana
Melhor amigo de Gugu pede "respeito" e lamenta "maledicências e covardias"

Uma versão deste texto foi publicada originalmente na newsletter UOL Vê TV, que é enviada às quintas-feiras por e-mail. Para receber, gratuitamente, é só se cadastrar aqui.

Siga a coluna no Facebook e no Twitter.

Mauricio Stycer