PUBLICIDADE
Topo

Discussões em debate da CNN divertem tanto quanto fofocas de celebridades

Augusto de Arruda Botelho, Monalisa Perrone e Caio Coppolla, em O Grande Debate, da CNN Brasil  - Reprodução / Internet
Augusto de Arruda Botelho, Monalisa Perrone e Caio Coppolla, em O Grande Debate, da CNN Brasil Imagem: Reprodução / Internet
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer

Mauricio Stycer é jornalista desde 1985. Repórter e crítico do UOL, colunista da Folha de S.Paulo, passou por Jornal do Brasil, Estadão, Folha, Lance!, Época, CartaCapital, Glamurama Editora e iG. É autor de "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018).

Colunista do UOL

09/07/2020 10h43Atualizada em 09/07/2020 18h28

As discussões entre Augusto de Arruda Botelho e Caio Coppola no quadro "O Grande Debate", da CNN Brasil, já entraram para o terreno da galhofa. Hoje estão muito mais próximas das "tretas" entre celebridades do que do jornalismo.

Minha crítica inicial, de que esses debates não cumprem o requisito básico de informar ou esclarecer, está superada. Estes debates claramente preenchem uma lacuna de entretenimento, tais como as notícias sobre o caso de infidelidade de Arthur Aguiar ou o fetiche sexual da namorada de Chiquinho Scarpa.

À noite no Twitter ou pela manhã, no índice de notícias de TV e Famosos, aqui no UOL, sacio a minha curiosidade sobre estes "faits divers", sem os quais a vida não teria graça.

É verdade que, no momento, sem capítulos novos de "Amor de Mãe", nada se compara às aventuras do ator que viu a sua carreira de casos amorosos exposta num PowerPoint. É a melhor novela da atualidade, sem dúvidas.

Mas Botelho e Coppola, com a inestimável colaboração de Monalisa Perrone, também são imperdíveis. Quase tão engraçados quanto as cenas de banho de lama em "Êta Mundo Bom".

Botelho deixa o quadro

Na tarde desta quinta-feira, Augusto de Arruda Botelho anunciou que não vai mais participar do quadro, mas continuará na CNN Brasil. O advogado deve ter se dado conta, como tentei mostrar no texto acima, que "O Grande Debate" hoje expõe todos os seus participantes ao ridículo, não importa a posição política ou a qualidade dos comentários.

Gabriela Prioli passou pela mesma situação em março. Deixou o quadro após duas semanas de constrangimentos. Agora em julho, no mesmo canal, ela estreará um talk show ao lado de Mari Palma e Leandro Karnal.

Mauricio Stycer