Coluna

Ricardo Feltrin

Atualizada em 24.03.2017 08h29

"Aceito as críticas, mas não me escondo", diz Tony Ramos sobre Carne Fraca

Ramon Vasconcelos/Rede Globo
Tony Ramos foi garoto-propaganda das carnes Friboi Imagem: Ramon Vasconcelos/Rede Globo
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

O ator Tony Ramos disse ontem que só soube que estava sendo criticado nas redes sociais, após a operação da PF “Carne Fraca”, porque foi avisado pelos filhos.

“Eu mesmo não tenho rede social, não entro muito em internet, então só fiquei sabendo quando fui avisado por meus filhos”, disse o ator em entrevista exclusiva ao UOL.

Ramos, 68 anos, afirmou que a princípio ficou surpreso com a operação, e que entende ter virado alvo de críticas. No entanto, afirma que não se arrepende e tampouco se esconderá por ter sido garoto-propaganda da Friboi JBS --uma das marcas alvos da operação da PF, que investiga venda irregular de carnes em todo o país.

“Veja bem, eu tô falando com você aqui olho no olho. Eu não me escondo e nem tenho motivo para isso. Eu entendo perfeitamente que, por ser a ‘cara’ da marca (Friboi), eu acabe envolvido e receba críticas nas redes. Mas eu não tenho nada do que me arrepender. Estou aqui. Podem criticar.” 

Tony Ramos disse ainda que não descarta voltar a fazer publicidade para as carnes Friboi.

“Em primeiro lugar as carnes que eu anunciei na mídia, até o momento, não são alvo de nenh(JBS) me chamarem para fazer outra propaganda, uma declaração ou uma nota de esclarecimento, pode ter certeza que vou fazer.”

Qual é sua opinião, leitor? Os famosos são responsáveis pelas marcas e produtos que eles anunciam? Entre no sistema de comentários do UOL logo abaixo e deixe sua opinião. 

Twitter e Facebook: @feltrinoficial

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Topo