PUBLICIDADE
Topo

TV e Famosos

5 provas de que Galdino foi o personagem mais deslocado de "Segundo Sol"

Galdino morreu no capítulo desta terça-feira (2) de "Segundo Sol" - Reprodução/Globo
Galdino morreu no capítulo desta terça-feira (2) de "Segundo Sol" Imagem: Reprodução/Globo

Guilherme Machado

Do UOL, em São Paulo

03/10/2018 09h09

Galdino (Narcival Rubens) foi a mais nova vítima de Laureta (Adriana Esteves) em “Segundo Sol”. No capítulo desta terça-feira (2), o capanga perdeu o confronto com a cafetina e foi assassinado por ela. O momento foi antecedido por uma cena tensa no qual os dois se enfrentavam sobre o passado.

Ao longo de sua passagem na novela das 21h, o vilão se mostrou um personagem atrapalhado, sem muito rumo e nem lugar na trama. Além de mostrar diversas inconsistências, no final ela acabou se tornando apenas uma escada para a vingança de Luzia (Giovanna Antonelli).

O UOL lista cinco provas de que Galdino foi o mais deslocado da trama de João Emanuel Carneiro:

  • Reprodução/Globo

    Só sei que nada sei

    Galdino sempre foi pintado como o grande confidente de Laureta, o homem que sabia de todos os seus segredos e em quem ela confiava mais do que ninguém. Por esse mesmo motivo, o capanga sempre teve acesso irrestrito a todos os cômodos da casa, sendo capaz de ouvir as conversas em todos os cantos.

    Então o fato de que em 18 anos ele nunca tenha ficado sabendo, sequer tenha ouvido um murmúrio, que o tal filho roubado da marisqueira era Valentim (Danilo Mesquita) é no mínio bizarro. Afinal, onde estava toda essa confiança quando Laureta lhe ocultou esse segredo? E onde estavam os poderes de observação dele? Será que nunca existiram e era só invenção?

  • Reprodução/Segundo Sol/GShow

    Ligações sem sentido

    Por mais que o autor tente explicar, a ligação entre Laureta e Galdino é absurda demais para compreender. A vilã revelou que ele a abusou e que ainda a obrigou a se prostituir. Depois de tudo isso, ela ainda o acolheu como seu homem de confiança.

    Fora isso, ele nunca pensou que talvez um dia ela pudesse querer se vingar dele, mesmo depois de todas as humilhações que sofreu. Como assim?

  • Reprodução/Globo

    Verdades secretas

    Em determinado momento da trama, Remy (Vladimir Brichta) fez uma descoberta: Galdino era gay. O assunto foi comentado uma vez, rendeu algumas piadas de mau gosto, e nunca mais foi explorado na novela.

    O tema poderia ter sido usado para levantar diversas discussões, mas ficou apenas em uma exposição rasa, em um "trunfo" que Remy usou para chantagear Galdino e fazer a história andar.

  • Reprodução/Globo

    Escada da mocinha

    Quando o personagem já estava mais do que desgastado, eis que o autor usou uma virada mais do que previsível: fez Galdino trair Laureta e se aliar a Luzia. Para começar, usou de um recurso super forçado, quando a megera destratou tanto do funcionário que o levou a morrer e acabou indiretamente provocando a morte da mãe dele.

    Depois de tudo isso, Galdino acabou virando uma espécie de "escada" de Luzia, servindo apenas para ajudar na vingança da personagem e morrendo pouco depois de tudo dar errado.

  • Reprodução/Gshow

    Gato e rato

    Veja o histórico de Galdino: ele foi criado para ser um vilão terrível e calculista, um torturador cruel e temido. Então como será que em determinado momento do folhetim ele se transformou em uma figura caricata, digna de desenhos animados?

    Galdino fez perseguições que não deram em lugar nenhum. Tentou acabar com Rosa (Letícia Colin), Luzia e Laureta, mas fracassou em todas as tentativas, e ainda sequer conseguiu esconder seus segredos dos inimigos. Parecia o Coiote do desenho "Papa-léguas", perseguindo o animal em sucessivas tentativas frustradas, sem nunca alcançar seu objetivo.

TV e Famosos