PUBLICIDADE
Topo

TV e Famosos

Além de Remy, relembre mortos que "ressuscitaram" do autor de "Segundo Sol"

Reprodução/TV Globo
Imagem: Reprodução/TV Globo

Gisele Alquas

Do UOL, em São Paulo

22/10/2018 04h00

Após “morrer”, Remy volta definitivamente em “Segundo Sol” no capítulo desta segunda-feira (22). O personagem, que foi visto por Luzia (Giovanna Antonelli) no sábado, será responsável pelo desfecho feliz da ex-marisqueira, que vai ser inocentada depois de ser presa pela morte do vilão.

Como todos sabem, o desaparecimento de Remy foi planejado por Laureta (Adriana Esteves) para acabar com a vida de Luzia e reaproximar Karola (Deborah Secco) de Beto (Emílio Dantas).

Além de vingança, João Emanuel Carneiro adora introduzir personagens que “ressuscitam” em suas tramas.

Relembre “a volta dos que não foram” nas novelas do mesmo autor de "Segundo Sol": 

  • Divulgação/TV Globo

    "Da Cor do Pecado" (2004)

    Na novela das 7, Paco e Apolo (Reynaldo Gianecchini) eram gêmeos e só descobriram nos últimos capítulos. A história girou em torno de Paco, que se apaixonou por Preta, mas era noivo da vilã Bárbara (Giovanna Antonelli), que infernizou a vida do casal. Durante viagem ao Maranhão, o carioca descobriu que estava sendo vítima de uma armadilha e fugiu de helicóptero para o Rio, mas a aeronave caiu no mar. Nesse mesmo dia, Apolo também desapareceu no oceano. A família encontrou Paco acreditando ser Apolo e o empresário decidiu fingir ser o "sósia" para abandonar a antiga vida. Na reta final, Paco revelou a verdade e todos descobriram que ele e Apolo-- que também retornou à trama-- eram gêmeos e foram criados separados.

  • Divulgação/TV Globo

    "Cobras & Lagartos" (2006)

    Na segunda novela assinada por João Emanuel Carneiro, Bel (Mariana Ximenes) voltou em grande estilo depois de ser dada como morta graças às armações do noivo Estevão (Henri Castelli) e da amante Leona (Carolina Dieckmann). Bel desmascarou o casal durante um baile, na frente de todos e revelou que sofreu um atentado provocado pelos dois, que explodiram a lancha em que ela estava, mas conseguiu se salvar. Os vilões ficaram chocados.

  • Divulgação/TV Globo

    "A Favorita" (2008)

    Uma das novelas mais ousadas de João Emanuel Carneiro, a trama contou a história das ex-amigas Flora (Patricia Pillar) e Donatela (Claudia Raia), que nos primeiros capítulos o público não sabia quem eram a mocinha e a vilã da trama. Depois de ser revelado que a má era Flora, Donatela comeu o pão que o diabo amassou, sendo até presa. Na cadeia, ela trocou de identidade com Diva (Giulia Gam). As duas fugiram, mas antes Diva colocou fogo na cela com um corpo dentro. Assim todos pensaram que Donatela havia morrido. Nos últimos capítulos, Donatela reapareceu como "fantasma" para Flora para tentar conseguir a confissão da ex-amiga.

  • Divulgação/TV Globo

    "Avenida Brasil" (2012)

    Maior sucesso de João Emanuel Carneiro, a novela contou a história de vingança de Nina (Débora Falabella) contra sua madrasta Carminha (Adriana Esteves), que era cúmplice e amante de Max (Marcello Novaes). Quando Carminha viu que Max poderia atrapalhar seus planos, ela tramou a morte do vilão, sabotando a lancha em que ele estava. Carminha tinha certeza que Max havia morrido, mas quando voltou para casa se apavorou em ver o amante vivinho na sala. Max tinha conseguido fugir antes da explosão. No entanto, na reta final da novela, o vilão morreu de verdade e no último capítulo foi revelado que a assassina era a própria Carminha.

  • Reprodução/TV Globo

    "A Regra do Jogo" (2016)

    Senta que lá vem história: com a ajuda da comparsa Atena (Giovanna Antonelli), Romero (Alexandre Nero) forjou a própria morte e fez a mocinha Tóia (Vanessa Giácomo) acreditar que havia sido a responsável. Tudo porque Romero mantinha a ex-mulher em cativeiro e Atena, apaixonada pelo vilão, fingiu que iria salvar a mocinha. Atena sugeriu que ela e Toia colocassem fogo no cativeiro para que a mocinha conseguisse fugir, porém Toia descobriu que Romero estava dentro do local no momento do incêndio. O ex-vereador foi dado como morto, mas voltou alguns capítulos depois e contou toda a armação. No final da novela, Romero morreu de verdade com um tiro em um embate com Zé Maria (Tony Ramos). Que confusão!

TV e Famosos